PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Conmebol anula expulsão, e Dedé pode enfrentar Boca pela Libertadores

26/09/2018 22h40

Assunção, 26 set (EFE).- O Tribunal Disciplinar da Conmebol anulou nesta quarta-feira a expulsão do zagueiro Dedé, na partida de ida pelas quartas de final da Copa Libertadores entre Cruzeiro e Boca Juniors, e o autorizou a jogar no duelo de volta entre as duas equipes, no Mineirão, na próxima quinta-feira.

Dedé foi expulso pelo árbitro paraguaio Eber Aquino, que, mesmo utilizando o sistema de vídeo (VAR), concluiu equivocadamente que o zagueiro brasileiro havia agredido o goleiro Esteban Andrada.

A decisão de Aquino foi criticada por jogadores de ambas as equipes, que perceberam que o choque entre os dois jogadores foi acidental. Por esse motivo, o Cruzeiro recorreu à Conmebol para tentar reverter a expulsão de Dedé para o jogo da volta.

O Boca Juniors vencia o jogo por 1 a 0 no momento da expulsão e ampliou a vantagem perto do fim, quando a equipe brasileira já estava em inferioridade numérica no campo.

A anulação da expulsão foi assinada pelo vice-presidente do Tribunal Disciplinar da Conmebol, Amarilis Belisario.

Esporte