PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Chimaev abre as portas para duelo com 'Durinho' no Brasil e diz: "Vou estrangulá-lo"

Ag. Fight

18/01/2022 07h30

Com dificuldade para encontrar adversários dispostos a enfrentá-lo desde o início de sua ascensão no UFC, Khamzat Chimaev parecia finalmente ter solucionado este problema quando, recentemente, Gilbert 'Durinho' Burns - através das redes sociais - abriu as portas para um possível duelo entre eles. No entanto, até o momento, o especulado confronto segue sem uma confirmação oficial por parte do Ultimate. Ainda assim, o russo naturalizado sueco mantém o otimismo e já, inclusive, projeta o encontro contra o faixa-preta.

Em um vídeo compartilhado no seu canal do 'Youtube', Chimaev reiterou seu interesse em um futuro combate contra 'Durinho' e sugeriu, inclusive, que o mesmo pudesse ser realizado no Brasil. O meio-médio (77 kg) - 11º colocado no ranking da divisão - ainda provocou o rival, número dois na lista da categoria, e afirmou que finalizaria o faixa-preta, utilizando os ensinamentos de seu treinador de jiu-jitsu, o também brasileiro Alan 'Finfou'.

Vale lembrar que a proposta do russo naturalizado sueco para que o possível duelo ocorra em território tupiniquim não é uma novidade. Há cerca de um mês, 'Durinho' já havia desafiado Chimaev para um combate no Brasil, na edição que deve ser realizada pelo UFC no Rio de Janeiro, no próximo dia 7 de maio.

"Todo mundo está falando sobre mim, mas ninguém quer lutar comigo porque nós matamos todo mundo. Para mim, isso não importa. Gilbert Burns falou sobre (lutar no) Brasil. Eu sou mais brasileiro do que ele porque meu treinador é brasileiro. Eu sou faixa-azul do Alan 'Finfou' (Nascimento). Eu sei de muitas vezes que meu treinador esmagou (o Durinho) também, nos tatames", comentou Khamzat, antes de completar.

"Nós vamos estrangulá-lo. Um faixa-azul do Finfou contra um faixa-preta. Eu gosto desse cara, na verdade. Ele é engraçado, um cara legal. Eu quero lutar com ele. Mas em uma guerra, irmão, eu não posso ser bonzinho com ninguém. Eu quero comer todo mundo. Pegar meu dinheiro, pegar meu cinturão. Eu estou faminto. Quando eu falo sobre lutadores, eu estou faminto. Eu espero lutar no Brasil também. País legal, pessoas legais", finalizou.

No UFC desde 2014, Gilbert 'Durinho', de 35 anos, atravessou seu melhor momento na organização entre 2018 e 2020, quando emplacou uma sequência de seis vitórias e, na sequência, disputou o título dos meio-médios. Na disputa, o brasileiro acabou superado pelo campeão Kamaru Usman e, desde então, está focado na caminhada visando se reaproximar de um 'title shot'. Atualmente, o faixa-preta se encontra na segunda posição no ranking da categoria e, na sua última apresentação, em julho de 2021, superou Stephen Thompson por decisão unânime dos jurados.

Invicto no MMA, Khamzat Chimaev, de 27 anos, possui quatro lutas no UFC e se encontra em 11º lugar no ranking dos meio-médios. O sueco estreou pela organização em 2020 e, até o momento, suas vítimas nela foram sobre John Phillips, Rhys McKee, Gerald Meerschaert e Li Jingliang em sequência. A curiosidade é que o competidor venceu os dez combates que disputou na carreira na modalidade pela via rápida (seis por nocaute e quatro por finalização), estatística que prova sua dominância quando atua e explica a relutância de parte dos lutadores do meio-médio do Ultimate em enfrentá-lo.

Esporte