PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Estrela do PFL parabeniza campeã do boxe por vitória no MMA, mas recusa luta

Ag. Fight

Ag. Fight

24/06/2021 08h30

Não é só Amanda Nunes que se destaca no MMA feminino. No PFL, a atleta dominante é Kayla Harrison, que será vista em ação, novamente, nesta sexta-feira (25), contra Cindy Dandois, em New Jersey (EUA). Favorita para conquistar o GP do peso-leve (70 kg) da organização pela segunda vez, a bicampeã olímpica de judô comentou a estreia de Claressa Shields - também duas vezes medalhista de ouro em Olimpíadas, só que no boxe - no MMA, pela mesma organização.

Em entrevista ao site 'MMA Junkie', Kayla destacou a garra que Claressa apresentou em sua estreia no MMA para virar a luta contra Brittney Elkin. Vale lembrar que, durante o combate, a bicampeã olímpica de boxe passou por momentos delicados, mas não se entregou e conseguiu nocautear a adversária no terceiro round.

Apesar do sucesso de 'T-Rex' em sua primeira luta no novo esporte, a estrela do PFL aconselhou a estrela do boxe a não apressar seu desenvolvimento. Inclusive, Kayla se citou como exemplo, já que migrou do judô para o MMA. Adaptada à modalidade e em busca de evolução, a atleta ignorou qualquer chance de enfrentar Claressa.

"Ela fez um bom trabalho. Sei que ela falou sobre lutar na próxima temporada e comigo no futuro, então não quero ser uma espécie de irmã mais velha para ela. Todos nós sabíamos que ela teria dificuldade em alguns aspectos do jogo, mas ela é uma vencedora, encontrou uma maneira de vencer, que é o que os vencedores fazem. Eu a aplaudo por isso", declarou a estrela do PFL, antes de completar.

"O trabalho do PFL é um pouco mais difícil a partir deste ponto. Para onde ela vai a partir daqui? Espero que toda essa coisa de Kayla lutando com Claressa seja colocada de lado, porque não faz sentido. Seria como se vocês falassem depois da minha primeira luta: 'Kayla deveria lutar com Amanda'. Não faz sentido, isso é estúpido. Pare", concluiu.

Mesmo sem integrar o UFC, Kayla Harrison, de 30 anos, é apontada por parte dos fãs como uma das poucas atletas com capacidade de dar uma luta de verdade para Amanda Nunes, campeã do peso-galo (61 kg) e do peso-pena (66 kg) da organização. No MMA, a americana disputou nove combates, venceu todos, sendo sete pela via rápida, e conquistou o GP do peso-leve (70 kg) do PFL na temporada 2019.

Esporte