PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Após visita à academia, Weidman reforça confiança em volta ao MMA em alto nível

Ag. Fight

Ag. Fight

24/06/2021 09h00

Chris Weidman segue a sua batalha diária para se recuperar da fratura de sua perna, que aconteceu em abril deste ano, em confronto diante de Uriah Hall. Depois de passar por um procedimento cirúrgico e já ter dado alguns passos sem as muletas, o americano agora retornou para a academia. Mas calma, ainda não foi para treinar sem restrições.

Em entrevista ao site 'MMA Fighting', o ex-campeão do peso-médio (84 kg) do Ultimate revelou como foi retornar para a academia e rever seus companheiros. Empolgado por estar de volta em seu ambiente de trabalho, Weidman até ensaiou algumas atividades com seus parceiros de time e se mostrou contente com o resultado.

"Acordei me sentindo bem um dia e fui para a academia. Pensei em fazer um treino, bater em um saco, deitar, colocar minha perna para cima, apenas para me sentir bem na academia, ver os caras e cheirar as esteiras sujas de novo, o que eu adoro. Então, eu cheguei lá e alguns caras com quem eu treino estavam fazendo (treinamentos de) kickboxing e eu pensei que aquele saco não era tão divertido e disse: 'Venham aqui.'. Começamos a fazer alguns exercícios como um circuito com flexões e exercícios abdominais. Provavelmente demorou cerca de uma hora e fiquei de pé o tempo todo, o que é uma loucura. Acho que estou ficando cada vez melhor", explicou.

Entretanto, embora tenha revelado a animação por voltar à academia, Weidman manteve os pés no chão sobre seu retorno às competições. O 'All American' admitiu que sabe que precisa passar por muitos meses de recuperação até estar apto para atuar, mas demonstrou confiança que pode voltar a competir em alto rendimento novamente.

"Preciso superar muita coisa e tenho certeza de que haverá alguns contratempos, mas estou preparado para isso. Nada vai me quebrar. Vou seguir em frente. Se no final do dia eu estiver na academia e não puder fazer mais nada do que costumava fazer, não volto a lutar. (...) (Mas) se achar que posso ser o melhor do mundo e posso fazer o que preciso com esta perna, então eu vou lutar", completou o americano.

Chris Weidman foi campeão do peso-médio do UFC de 2013 a 2015. Neste período, o americano engatou uma sequência de vitórias sobre os brasileiros Anderson Silva (duas vezes), Lyoto Machida e Vitor Belfort, até perder o cinturão para Luke Rockhold. No MMA profissional desde 2009, o lutador possui 15 triunfos e seis reveses.

Esporte