PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Holloway exalta performance em última luta: "Meu melhor desempenho na carreira"

Ag. Fight

Ag. Fight

26/02/2021 07h00

Em janeiro deste ano, Max Holloway voltou a pisar no octógono para espantar a má fase que o acompanhava, com duas derrotas seguidas em disputas do cinturão do peso-pena (66 kg) do UFC. No entanto, o americano, além de triunfar novamente na organização, protagonizou atuação avassaladora contra Calvin Kattar, em evento realizado na 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi (EAU).

Ciente do impacto desta performance, que lhe rendeu elogios dos entre atletas e personalidade do mundo das lutas, Max Holloway recordou a atuação e a colocou no patamar mais elevado da sua carreira. O ex-campeão da divisão, em entrevista à 'ESPN' americana, também não deixou de exaltar o seu adversário.

"Acho que foi meu melhor desempenho (na carreira). Nós melhoramos a cada vez, certo? Foi isso que fizemos. E ter aquela atuação contra um cara como o Calvin Kattar, que muitos o consideram um dos grandes boxeadores, não da nossa categoria, mas de todo o UFC, foi ótimo", afirmou o atual número um do ranking dos penas, antes de completar

"Mas, como tenho dito a todo mundo, são necessários dois homens para dançar o tango. Calvin merece tantos elogios quanto eu. Nada além de respeito por ele. Mas eu realmente acredito que foi minha melhor performance com certeza. Eu me senti intocável lá dentro (do octógono)", concluiu o ex-campeão dos penas do UFC

Max Holloway se tornou campeão do peso-pena em 2017, quando nocauteou José Aldo, em pleno Brasil, e defendeu o cinturão ao vencer o mesmo Aldo na revanche, Brian Ortega e Frankie Edgar. O havaiano só perdeu o título em 2019, quando encontrou Alexander Volkanovski. Na ocasião, foi derrotado por decisão unânime e, no segundo embate com o rival, levou a pior por decisão dividida. Na revanche contra o australiano pela coroa da divisão, realizada em julho de 2020, também foi superado por pontos.

Esporte