PUBLICIDADE
Topo

Esporte

‘Zé Colmeia’ mira bônus da noite para compensar gastos com lutas adiadas

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

16/05/2020 09h58

Após dois adiamentos, Rodrigo 'Zé Colmeia' finalmente vai estrear no Ultimate. Com seu debute inicialmente marcado para o dia 11 de abril e depois remarcado para o dia 25, o lutador se viu na incerteza se realmente pisaria no octógono neste semestre. No entanto, o peso-pesado está com duelo confirmado para este sábado (16), diante de Dontale Mayes, e, embora seja sua primeira aparição no show, já mira um bônus da noite para compensar o dinheiro gasto no camp.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, o atleta revelou que gastou cerca de R$ 25 mil na sua preparação para essa luta. E apesar dela ser ter sido adiada duas vezes, 'Zé Colmeia' confessou que não recebeu um auxílio financeiro do Ultimate.

"Ainda não tive (recompensa financeira pelos adiamentos). A compensação vai vir agora com a luta. Vou ganhar e ainda estou pensando no bônus da noite. Estou com aqueles 50 mil dólares (cerca de R$ 290 mil). Eles vão vir para o meu bolso, ainda mais com o dólar com esse valor hoje em dia (risos)", explicou o lutador da equipe American Top Team, antes de analisar a dificuldade de se manter focado e treinando antes de ter a data definitiva da sua apresentação.

"Se manter motivado sem ter a motivação (a luta) foi bem complicado. Foram altos e baixos. Primeiro era dia 11 de abril, depois 26 de abril e agora 16 de maio. Mas não tenho escolha, tenho que faer acontecer. Tinha muito medo de não lutar. Para a gente é complicado, ainda mais para quem está começando, como eu, que só ganha dinheiro quando luta. Não temos um salário", completou.

Assim como 'Zé Colmeia', Dontale Mayes veio do Contender Series, programa do presidente Dana White para angariar novos lutadores. Porém, o americano já fez sua estreia na franquia e foi derrotado por Ciryl Gane. Questionado se o adversário pode levar uma vantagem por já ter passado pela experiência de já ter atuado na liga, o brasileiro não enxerga dessa maneira e mandou um recado.

"Não acho (que ele vai levar vantagem), até porque perdeu na estreia. Tenho certeza que ele já olhou meu cartel, viu quantas finalizações eu tenho e está preocupado. Vou colocar meu plano em ação, até porque jiu-jitsu não é algo que se aprende em cinco meses. Estou preparado para ganhar em qualquer área, mas vou fazer meu jogo, onde é mais fácil e derrubar. Ele vai cansar, bater o desespero e quando menos esperar, vou finalizar", avisou.

No MMA profissional desde 2012, Rodrigo 'Zé Colmeia' ainda está invicto na carreira após sete compromissos. Dessas vitórias, o brasileiro não deixou nenhuma com os jurados, conseguindo cinco por finalização e duas por nocaute. Sua última apresentação aconteceu em julho de 2019, quando finalizou Michal Martinek, no Contender Series e carimbou uma vaga no UFC.

Esporte