PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cejudo rebate indiferença de T.J. com possível fim de divisão: "Onde está seu respeito?"

Ag. Fight

18/01/2019 13h09

Como era de se esperar, o campeão peso-mosca (57 kg) do UFC Henry Cejudo desaprovou as declarações de T.J. Dillashaw, que demonstrou indiferença com o possível fim da divisão de menor peso entre os homens do Ultimate. Em entrevista coletiva, nessa quinta-feira (17), 'The Messenger' rebateu as declarações do detentor do cinturão dos galos (61 kg) e decretou: "Isso é pessoal".

A declaração, que soa um tanto pesada, tem seus motivos. Afinal, o campeão olímpico de wrestler pode, em caso de vitória sobre o número um da divisão de cima, dar nova vida à categoria, que corre o risco de ser extinta pelo baixo índice de audiência e engajamento junto aos fãs.

"Isso é muito maior do que eu. Isso é para os caras, para todos os moscas que não são grandes o suficiente para lutar nos galos. Eu estou lutando por esses caras. Estou lutando por suas famílias. Há uma grande inspiração para mim. Quando estou inspirado, sei que posso fazer as coisas. Não há outra pessoa melhor. (...) Sinto que a multidão está atrás de mim. A coisa legal sobre isso, pessoal, é que eu tenho pesos-moscas que realmente vivem comigo. Toda vez que acordo de manhã, começo a pensar neles. Esses caras me ajudaram a ser o melhor do mundo e eu quero retribuir o favor a eles", afirmou o campeão durante coletiva de imprensa transmitida pelo UFC na internet.

Curiosamente, neste mesmo card o americano Joe Benavidez está escalado como uma espécie de reserva para que, caso aconteça até a manhã de sábado, ele substitua uma das estrelas principais do show. E apesar de ter enfrentado Cejudo no octógono e ter sido parceiro de treinos de TJ por anos, o veterano teria, de acordo com o campeão olímpico, manifestado sua preferência para o confronto.

"Isso é pessoal. (...) T.J., não estou fazendo isso só por mim, cara. Estou fazendo isso por todo mundo, por todos os pesos-moscas. (...) Você tem amigos como Joe Benavidez. Você tem caras como 'Shorty' Torres. Todos eles são pesos-moscas, mano. Onde está seu respeito, cara?", questionou Cejudo. "Até Joe Benavidez está torcendo por mim. É esse o ponto. Ele foi o principal parceiro de treinamento de Dillasahaw. Está apertando minha mão e dizendo: 'Estou torcendo por você, cara'", finalizou Cejudo.

Esporte