PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Nick Diaz desmente Dana White e nega negociação por retorno ao UFC

Ag. Fight

17/12/2018 14h14

Negociar com os irmãos Diaz definitivamente não é fácil. Depois de Dana White, presidente do UFC, ter afirmado em novembro que Nick Diaz enfrentaria Jorge Masvidal no UFC 235, no dia 2 de março de 2019, o mais velho do clã declarou que não existe qualquer acordo em curso para o seu retorno ao Ultimate.

Em entrevista à emissora americana 'ESPN', Diaz afirmou que não conversaria com a organização durante o camp para o duelo. Assim, um contrato teria de ser firmado antes de ele aceitar qualquer adversário.

"Acho que é rude por parte do UFC tentar me subvalorizar e esperar que eu negocie um contrato enquanto estou treinando para uma luta. Não vai ser desse jeito. Se alguém quiser lutar comigo, eles sabem onde me encontrar. Não sou um cara difícil de encontrar", disse.

"Tenho muitas coisas acontecendo, tentando lidar com alguns negócios diferentes. Uma vez que as coisas façam sentido para todos e que eles tenham alguns lutadores que eles respeitem e eu respeite, podemos tentar chegar a um acordo e fazer um show. É como eu me sinto", completou.

Nick, que não luta desde 2015, reiterou que tem outros projetos e que só voltará ao UFC se os dirigentes da empresa "forem mais razoáveis". O ex-campeão do Strikeforce deu a entender que uma boa proposta pode convencê-lo.

"Assim que eu estiver em um bom lugar com o que eu estou trabalhando e que as coisas fiquem como deveriam, ficarei feliz de dar aos fãs o que eles precisam. Mas acho que, por enquanto, eles vão ficar ok com o que está por aí. Não há lutas para mim até que alguém se destaque. Eu vou lutar se eles forem mais razoáveis, mas, de fato, eu sequer conversei sobre o que poderia acontecer. Eles são os que estão viajando", falou.

Não é a primeira vez neste ano que o UFC tem uma negociação truncada com um dos irmãos Diaz. Nate, que lutaria contra Dustin Poirier no UFC 230, em novembro, chegou a ameaçar desistir do combate quando soube que Conor McGregor e Khabib Nurmagomedov fariam o combate principal do UFC 229. No fim, Poirier se lesionou e o duelo não aconteceu.

Esporte