PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Card preliminar do UFC São Paulo tem despedida emocionada e lutadora em cadeira de rodas

Felipe Paranhos, em São Paulo (SP)

Ag. Fight

22/09/2018 23h28

O card preliminar do UFC São Paulo entregou um belo show para o público, que demorou, mas lotou o Ginásio do Ibirapuera neste sábado (22). Com muitas lutas interessantes e movimentadas, a parte inicial do evento deixou dois momentos que devem ficar na memória do fã mais assíduo de MMA: a emocionada despedida de Thales Leites e a vitória da peso-mosca (57 kg) Mayra 'Sheetara', que saiu do octógono de cadeira de rodas.

Thales Leites fez sua luta de aposentadoria, mas era Hector Lombard quem parecia que havia decidido parar de lutar. O carioca enfrentou dificuldades na trocação nos cinco minutos iniciais e chegou ao intervalo com a parte interna da coxa e o joelho esquerdo inchados pelos chutes por dentro do cubano. Nos dois assaltos seguintes, porém, o atleta da Nova União mostrou muito coração e resistiu às dores na perna. O ex-desafiante ao título do peso-médio (84 kg) andou muito mais para a frente, acertou bons golpes e superou o cansaço. No round final, Lombard tinha um corte profundo no olho esquerdo, mas continuava a andar para trás, sendo muito pouco efetivo. No fim, justa vitória de virada para Thales.

O triunfo já seria suficientemente emocionante para o lutador, mas o fato de ser sua despedida fez com que o anúncio da vitória por decisão unânime tivesse uma consequência diferente da simples saída do octógono. Ao microfone do UFC, Leites agradeceu àqueles que o apoiaram, além de dedicar a vitória e a carreira à esposa, que espera um bebê, e à filha Valentina.

"É inacreditável para mim. É um sentimento indescritível. Gostaria de agradecer a todos que vieram assistir, aos amigos que me deram força. Ouvi muitas críticas. Temos altos e baixos na carreira. Ouvi muitas criticas duras, sobretudo depois de minhas duas últimas lutas, mas não das pessoas que estão do meu lado. Eu sei quem são as pessoas que estão do meu lado", falou, antes de deixar o octógono chorando.

Mas nem todo mundo que se aposentou neste show teve a mesma sorte: o peso-leve (70 kg) Evan Dunham foi nocauteado brutalmente por Francisco 'Massaranduba', que o acertou nas costelas com uma joelhada. O americano, que agora vai se dedicar à gestão de sua academia, caiu no chão se contorcendo de dor. Também em sua entrevista pós-luta, ele declarou que foi uma honra fazer a última luta da carreira no Brasil.

Apesar de ter durado apenas um round, a luta de 'Sheetara' também foi bastante agitada. Melhor na trocação, a brasileira foi derrubada duas vezes por Gillian Robertson, que, nos segundos finais do combate, estava por cima de Mayra no chão. Quando parecia o fim daquele assalto, porém, a atleta da Chute Boxe Diego Lima encontrou um armlock justo, que entortou muito o braço da canadense e a obrigou a desistir do combate.

Imediatamente após levantar para comemorar, a mineira de 27 anos desabou com dores no joelho. Erguida por seus treinadores, Mayra precisou de uma cadeira de rodas para voltar aos vestiários.

Estreia rápida e finalização após cinco anos

No primeiro duelo da noite, 'Livinha' Souza fez valer o enorme favoritismo que detinha sobre Alex Chambers e não teve qualquer dificuldade para derrotar a lutadora da American Top Team. A brasileira pareceu afoita nos primeiros segundos, mas sua trocação imediatamente causou dificuldades para a rival. Ex-campeã do Invicta, Livia conseguiu uma queda com facilidade, emendou socos no ground and pound e encaixou uma guilhotina da montada.

Depois de aceitar a luta com só oito dias de antecedência, Luigi Vendramini fez um ótimo trabalho para quem lutava na categoria de cima ? ele na verdade é peso-leve (70 kg). O brasiliense, que também tem nacionalidade italiana, venceu o primeiro round e superou a reprovação da torcida, que, provavelmente por desconhecimento sobre o novato e influenciada por nome e sobrenome estrangeiros, vaiou-o incessantemente. O atleta, então invicto, conseguiu pegar as costas de Elizeu 'Capoeira' e passou alguns minutos tentando encaixar um mata-leão. No segundo assalto, entretanto, levou a pior: Capoeira encontrou a distância, acuou o estreante e acertou uma linda joelhada voadora que tirou Luigi de prumo. Em seguida, socos encerraram a luta.

Depois de mais de cinco anos e de, nesse ínterim, declarar que a trocação havia passado a ser seu "carro-chefe", Sérgio Moraes voltou a finalizar no UFC. O ex-campeão mundial de jiu-jitsu não deu qualquer espaço para Ben Saunders e deixou o veterano com as costas no chão durante quase dez minutos. Depois de desgastar o americano com seu jogo de chão, 'Serginho' fez o rival sucumbir a um katagatame quando faltavam 18 segundos para o encerramento do segundo assalto.

Fechando o card preliminar, Charles 'Do Bronx' fez a festa da torcida. O paulista finalizou Christos Giagos e ultrapassou Royce Gracie como o lutador com mais finalizações na história do UFC: 11. Muito empolgado, o peso-leve (70 kg) dançou, abraçou seus treinadores, comemorou em direção às arquibancadas e se ajoelhou, tomado pela emoção.

Confira os resultados do card preliminar do UFC São Paulo:

Leve (70 kg) | Charles Oliveira venceu Christos Giagos por finalização a 3min22s do segundo round
Leve (70 kg) | Francisco 'Massaranduba' venceu Evan Dunham por nocaute a 4min10s do segundo round
Meio-pesado (93 kg) | Ryan Spann venceu Luis Henrique 'KLB' por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)
Pesado | Augusto Sakai venceu Chase Sherman por nocaute técnico a 4min03s do terceiro round
Meio-médio (77 kg) | Sérgio Moraes venceu Ben Saunders por finalização (katagatame) a 4min42 do segundo round
Mosca feminino (57 kg) | Mayra 'Sheetara' venceu Gillian Robertson por finalização (armlock) a 4min55s do
primeiro round
Médio (84 kg) | Thales Leites venceu Hector Lombard por decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)
Meio-médio (77 kg) | Elizeu 'Capoeira' venceu Luigi Vendramini por nocaute a 1min20s do segundo round
Palha feminino (52 kg) | 'Livinha' Souza venceu Alex Chambers por finalização (guilhotina) a 1min21s do primeiro
round

Esporte