PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lenda do MMA culpa Dana White por relação ruim com UFC

18/08/2016 17h16

Randy Couture é membro do Hall da Fama do UFC - Evelyn Rodrigues

Randy Couture é membro do Hall da Fama do UFC – Evelyn Rodrigues

Ex-campeão peso-pesado e meio-pesado (93 kg) do UFC, Randy Couture é uma lenda do MMA e já foi muito ovacionado dentro da organização que rendeu a ele bons frutos. Mas as coisas não estão mais do mesmo jeito. A relação do ex-lutador com o torneio é quase nula hoje em dia e ele sabe a quem deve esse desgaste: Dana White.

Em entrevista ao programa americano ‘The Rich Eisen Show’, Couture contou que nunca se deu muito bem com o presidente do UFC. De acordo com o ex-lutador, o maior problema entre os dois foi sempre a questão contratual com o Ultimate e com trabalhos externos que o atleta queria fazer.

“Eu não tenho relação nenhuma com o UFC. Eu fui exilado e me tornei uma persona non grata para eles. Principalmente porque o Dana não liga nem um pouco para mim. A gente se desentendeu muito com relação aos contratos. Quando eu assinei o contrato com a TV para trabalhar com eles, ele me baniu e me jogou para fora no mesmo momento”, revelou.

Quando questionado sobre a venda do UFC, Couture afirmou que chegou a se questionar por que a nova empresa que comprou a organização por cerca de R$ 13 bilhões optou por manter Dana no cargo. Mesmo não concordando com a decisão, o ex-campeão revelou que entende os motivos de o contrato do chefão do UFC ser renovado por mais cinco anos.

“Acredito que a promoção tem alguma questão com a imagem dele como presidente. Mas eles tem uma máquina de dinheiro nas mãos que está funcionando e se eu fosse um desses caras que gastou R$13 bilhões para comprar essa coisa, eu provavelmente não mudaria muita coisa e deixaria que essa impressão de dinheiro continuasse acontecendo. Acredito que eles olharam pelo lado financeiro”, finalizou o atleta que faz parte do Hall da Fama do UFC.

Esporte