Topo

Esporte


Zverev "se autodestrói", afirma Tommy Haas

22/05/2019 11h01

Berlim, 22 Mai 2019 (AFP) - "Ele perdeu a confiança, ele se irrita muito, ele se afunda e se autodestrói". Tommy Haas, ex-tenista alemão, tem um diagnóstico duro da crise de resultados que atravessa seu jovem compatriota Alexander Zverev, de 22 anos.

"Zverev precisa de uma vitória", afirmou ao Sport Bild o ex-tenista, dono de 15 títulos no circuito e que hoje tem 41 anos. Para Haas, o fato de Zverev ter se separado recentemente da namorada e de estar processando seu ex-empresário também pesam em sua má fase esportiva.

Na temporada no saibro, Zverev tem como melhor resultado as quartas de final em Madri, onde era o atual campeão. Nos torneios de Marrakech, Monte Carlo, Barcelona e Munique o tenista não conseguiu encadear duas vitórias consecutivas.

Em Roland Garros, Grand Slam francês que começa a ser disputado neste fim de semana, Zverev se tornará perigoso caso avançar das primeiras rodadas: "Se ele vencer três jogos seguidos e reencontrar a confiança, será difícil de ser derrotado", analisou Haas.

Em quadra, porém, Haas acredita que Zverev, 5º tenista do ranking ATP, se tornou previsível: "Ele joga sempre mais ou menos da mesma maneira. Ele pode ser mais agressivo, passar mais rápido ao ataque e buscar os 'winners'".

cpb/bm/am

Mais Esporte