PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Chelsea e Roma empatam em jogo emocionante; Atlético tropeça

18/10/2017 19h16

Baku, Azerbaijão, 18 Out 2017 (AFP) - Guiado pelos dois gols de Eden Hazard, o Chelsea empatou em 3 a 3 em casa com a Roma e manteve a liderança do grupo C da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira após a 3ª rodada, aproveitando mais um tropeço do Atlético de Madri na competição.

Com o resultado, o Chelsea segue no topo da chave com 7 pontos, enquanto a Roma é a segunda colocada com 5. O Atlético é apenas o terceiro colocado (2 pontos), após não conseguir sair do empate sem gol com o modesto Qarabag (4º, 1 ponto), no Azerbaijão.

O Chelsea chegou a abrir boa vantagem na partida com gols do brasileiro David Luiz, em lindo chute de fora da área aos 11 minutos de jogo, e com o primeiro de Hazard, aproveitando cruzamento de Álvaro Morata, aos 37.

A Roma, porém, reagiu com força e o sérvio Aleksandar Kolarov diminuiu o prejuízo em bela jogada individual aos 40.

No segundo tempo, brilhou a estrela do atacante bósnio Edin Dzeko, que virou a partida para os romanos com dois gols, o primeiro num lindo voleio de sem-pulo aos 9 minutos. O segundo veio em cabeçada, após cobrança de falta alçada na área londrina, aos 25.

Cinco minutos depois, Hazard voltou a fazer a diferença empatando a partida, mantendo o Chelsea no caminho da classificação às oitavas de final da Champions.

- Atlético irreconhecível -Mais cedo, em partida disputada no Azerbaijão, o Atlético de Madrid não passou de um empate sem gol com o modesto Qarabag e complicou seu futuro na Liga dos Campeões.

É somente o segundo ponto conquistado pelo Atlético em três jogos, o que mantém a equipe madrilenha na terceira colocação do grupo C. o empate entre londrinos e romanos, porém, acabou não sendo dos piores resultados para as ambições espanholas na competição.

Foi uma exibição muito ruim dos comandados do técnico argentino Diego Simeone, que tiveram sorte do Qarabag ser uma das equipe mais fracas da atual edição da Liga dos Campeões.

A equipe do Azerbaijão conquistou assim o primeiro ponto de sua história em sua quarta participação na Liga dos Campeões.

No primeiro tempo, o Atlético chegou a ficar duas vezes cara a cara com o goleiro adversário: primeiro com o belga Yannick Carrasco (27 min) e, em seguida, com o francês Antoine Griezmann (39), mas em ambas o bósnio Ibrahim Sehic conseguiu fazer as defesas.

Diante de um Atlético totalmente irreconhecível, o sul-africano Dino Ndlovu também teve grande chance de abrir o placar para o Qarabag, mas chutou por cima do gol de Oblak (71) da marca do pênalti.

O panorama da partida pareceu melhorar para o Atlético a 15 minutos do apito final, quando Ndlovu supostamente se jogou na área espanhola para tentar cavar um pênalti e o árbitro o expulsou com um segundo cartão amarelo por simulação.

Com um jogador a mais, o Atlético teve uma grande chance de levar os três pontos de volta para Madri num cruzamento de Gabi que Fernando Torres mandou para fora (84).

Com os espanhóis lançados ao ataque, o Qarabag teve a última chance da partida aos 45 do segundo tempo: Sehic lançou de sua própria área e o norueguês Tarik Elyounoussi arriscou um chute de primeira de fora da área que passou raspando pelo ângulo do gol do Atlético.

Esporte