PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mercado do futebol se aquece nas últimas horas antes de encerramento

30/08/2017 13h53

Paris, 30 Ago 2017 (AFP) - A janela de transferência europeia será fechada nesta quinta-feira e os gigantes ingleses, gastando mais do que nunca, assim como o Barcelona, determinado em salvar seu verão monótono, parecem dispostos a movimentar mais algumas dezenas de milhões de euros.

- Alexis Sánchez aberto a propostas -Quanto gastarão no total? Os 20 clubes da Premier League inglesa já desembolsaram, segundo estudo da consultoria Deloitte Sports Business, mais de 1 bilhão de libras a menos de 48 horas do fechamento da janela, estabelecendo um novo recorde no país.

As atenções agora estão voltadas para a novela Alexis Sánchez. A um ano do fim de seu contrato, a estrela chilena do Arsenal é fortemente cobiçado pelo Manchester City, segundo a imprensa inglesa. Após vetar uma transferência por muito tempo, será que Arsène Wenger aceitará a saída de seu atacante, reforçando um rival?

No Tottenham, Serge Aurier está prestes a assinar para substituir na lateral-direita Kyle Walker, novo jogador do City. Caso se confirme, a venda do marfinense, que espera por um visto de trabalho na Inglaterra, ajudará um pouco mais o PSG a satisfazer as exigências do fair-play financeiro.

Depois de Mohamed Salah e Naby Keita, Thomas Lemar pode se tornar o mais novo reforço do Liverpool. Segundo a imprensa inglesa, os Reds teriam oferecido entre 64 e 80 milhões de euros pelo meia do Monaco, que atualmente está servindo a seleção francesa.

O Liverpool também está de olho no zagueiro Virgil van Dijk, do Southampton, e parece já estar gastando o dinheiro da provável venda do brasileiro Philippe Coutinho ao Barcelona, que deverá render cerca de 160 milhões de euros.

- Barça quer salvar seu verão -Na Espanha, a pergunta é justamente essa: será que Coutinho desembarcará em Barcelona? Após conseguir convencer o Borussia Dortmund a vender o francês Ousmane Dembélé, o Barça tenta as últimas cartadas para persuadir o Liverpool e trazer o brasileiro, que seria a peça definitiva para fazer os torcedores esquecerem a ida de Neymar ao PSG.

Em meados de agosto, o Liverpool já havia rejeitado uma proposta catalã de cerca de 125 milhões de euros por Coutinho.

O Barça, que nesta janela recrutou o volante brasileiro Paulinho, o atacante espanhol Gerard Deulofeu e o lateral português Nelson Semedo, terá um dia a mais para negociar, já que o mercado na Espanha se encerra na sexta-feira.

A apresentação de Ousmane Dembélé na segunda-feira, diante de cerca de 18.000 torcedores, não pareceu ser suficiente para acalmar os ânimos. Parte dos sócios do clube aproveitou a ocasião para pedir a demissão do presidente Josep Maria Bartomeu, acusado de deixar Neymar ir embora.

Em Madri, a chegada de um atacante para o lugar de Álvaro Morata, hoje no Chelsea, não parece mais ser uma prioridade no Real.

- Última cartada para o Milan -Biglia, Kessié, Conti, André Silva, Calhanoglu e principalmente Bonucci, um dos melhores zagueiros do mundo, comprado da Juventus ao longo de uma janela de transferência muito ativa: o Milan gastou neste verão europeu cerca de 200 milhões de euros para trazer 10 reforços. O último a chegar foi o atacante Nikola Kalinic, que estava na Fiorentina.

Diante dos bons resultados em campo neste início de temporada, a questão agora é saber se os novos donos chineses do Milan irão tentar uma última grande contratação.

O atacante do Borussia Dortmund Pierre-Emerick Aubameyang, por exemplo, não foi convocado para defender o Gabão nas eliminatórias africanas para a Copa do Mundo (2 e 5 de setembro). Para a imprensa, isso se deveu a um pedido do próprio jogador, que estaria analisando suas possibilidades de deixar a Alemanha.

Em meados de agosto, Aubameyang, questionado por um internauta sobre a possibilidade de voltar ao Milan, clube que o revelou, respondeu: "Eu quero, mas eles estão dormindo, o que posso fazer?".

No Bayern de Munique, os boatos falam de uma possível saída da jovem promessa portuguesa Renato Sanches, contratado a peso de ouro na temporada passada, mas que não conseguiu se firmar no gigante bávaro.

bur-yk/pgr/am

Esporte