PUBLICIDADE
Topo

Cronologia do escândalo de doping e corrupção no atletismo

09/11/2015 17h43

Paris, 9 Nov 2015 (AFP) - Seguem as datas marcantes do escândalo de doping e corrupção que atinge o atletismo russo e a Federação Internacional de Atletismo (IAAF).

Dezembro de 2014: A televisão alemã ARD exibe um do documentário chamado: "Dossiê secreto sobre o doping: como a russa fabrica vencedores", no qual é revelado um esquema de doping sistemático no atletismo, encobertado pelas próprias autoridades do país.

5: O Comitê Internacional Olímpico (COI) pede a abertura de uma investigação.

11: Dois membros da IAAF renunciam aos cargos, enquanto acusações de doping e corrupção são investigadas pela comissão de ética da entidade: Valentin Balakhnichev, presidente da federação russa de atletismo (ARAF), que também é tesoureiro da IAAF, e Papa Massata Diack, filho do presidente da IAAF na época, o senegalês Lamine Diack.

16: A Agência Mundial Antidoping (Wada) cria uma comissão de investigação formada por três pessoas para investigar as denúncias da ARD. A comissão é presidida pelo fundador da Wada, o canadense Dick Pound.

Agosto de 20151: Às vésperas do Mundial de Pequim, a ARD exibe outro documentário, chamado "Doping secreto: o mundo obscuro do atletismo", com novas acusações contra atletas russos e quenianos.

Na reportagem, realizada junto com o jornal britânico The Sunday Times, o canal alemão traz a tona um estudo realizado por pesquisadores australianos, que concluiu que 33% dos 146 medalhistas em mundiais e olimpíadas entre 2001 e 2012, apresentaram têm resultados suspeitos em exame antidoping.

19: O britânico Sebastian Coe, lenda do meio-fundo, que foi bicampeão olímpico dos 800m em 1980 e 1984 e chefiou o projeto dos Jogos de Londres-2012, é eleito presidente da IAAF, sucedendo a Lamine Diack, que ocupava o cargo há 15 anos.

Novembro de 2015: A justiça francesa indicia Diack, de 82 anos, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Seu conselheiro jurídico, Habib Cissé, e o médico francês Gabriel Dollé, responsável pela luta antidoping na IAAF até dezembro de 2014, também são indiciados, por corrupção.

6: A IAAF cancela sua festa de gala anual, marcada para o dia 29 de novembro: "Com as nuvens que assombram a nossa organização, não está na hora da família do atletismo celebrar o esporte", justifica Coe.

7: Dois dias antes da publicação do relatório da comissão de investigação da Wada, um dos co-autores do documento, Richard McLaren, afirma à BBC que as informações a serem divulgadas podem "abalar as estruturas do esporte".

8: Em entrevista à AFP, Coe se diz "chocado, aborrecido e profundamente triste".

9: A Wada divulga as conclusões do relatório e pede o banimento da Rússia de todas as competições de atletismo, inclusive os Jogos Olímpicos do Rio-2016.

Esporte