PUBLICIDADE
Topo

Fórmula 1

Hamilton revela convite de Medina e Ney e desejo de passar férias no Brasil

Lewis Hamilton de punho cerrado antes do GP da Turquia de Fórmula 1, em 2020 - Peter Fox/Getty Images
Lewis Hamilton de punho cerrado antes do GP da Turquia de Fórmula 1, em 2020 Imagem: Peter Fox/Getty Images

12/11/2021 13h42

O heptacampeão da Fórmula 1 Lewis Hamilton, que nunca escondeu seu carinho pelo Brasil, revela que Gabriel Medina e Neymar "sempre o chamam" para visitar o país no ano novo.

"Estou falando de vir para o Brasil há anos. Gabriel Medina e Neymar sempre me chamam para o Ano Novo. Mas o problema é que é um pouco longe. Eu queria ficar aqui e conhecer as cataratas [do Iguaçu], e também aqueles lindos bancos de areia [Lençóis Maranhenses]", diz o piloto em entrevista ao Jogo Aberto, da Band, hoje (12)

Vice-líder na classificação geral da Fórmula 1, Hamilton ainda explica "os motivos" pelos quais se sente bem no Brasil. O primeiro deles, de acordo com o piloto, é a "diversidade" do país, já o segundo é o fato de se "sentir aceito aqui".

"É diferente de outros lugares onde você é a minoria. Eu não sou a minoria aqui", explica o inglês.

Hamilton ainda relembra que cresceu "amando a bandeira do Brasil, por causa do Ayrton Senna". "Quando eu vim aqui pela primeira vez, em 2007, eu senti a presença dele, porque ele está em toda parte, pintado nos muros", completa.

No GP do Brasil, o inglês vive a possibilidade de encurtar sua distância para Max Verstappen na classificação geral da Fórmula 1. Líder do campeonato, o holandês soma 312,5 pontos, já Hamilton tem 293,5 pontos, faltando quatro circuitos para o fim da temporada.

Fórmula 1