PUBLICIDADE
Topo

Esporte tem dia de maior golpe desde o início da pandemia do coronavírus

Pacientes deixam hospitais temporários em Wuhan, da China - Xinhua/Chen Yehua
Pacientes deixam hospitais temporários em Wuhan, da China Imagem: Xinhua/Chen Yehua

Do UOL, em São Paulo (SP)

12/03/2020 00h48

O coronavírus atingiu o esporte definitivamente. A quarta-feira, 11 de março, fica marcada como o dia de maior golpe sofrido pelos grandes eventos no planeta. A atitude mais drástica ocorreu durante a noite, com a NBA suspendendo toda a temporada depois de o pivô Rudy Gobert, segundo informações da imprensa americana, ser diagnosticado com o covid-19 horas antes da partida do Utah Jazz contra o Oklahoma City Thunder, na Chesapeake Arena.

No futebol, a Conmebol tomou a frente e emitiu um comunicado solicitando o adiamento das duas primeiras rodadas das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. Em cara direcionada à Fifa, a entidade máxima sul-americana quer mudar a data dos jogos marcados para o fim do mês. O Brasil encara Bolívia, dia 27 (em Pernambuco), e o Peru, dia 31(em Lima).

NBA suspensa

NBA suspendeu a temporada como consequência do diagnóstico de Rudy Gobert em Thunder x Jazz - Alonzo Adams-USA TODAY Sports
NBA suspendeu a temporada como consequência do diagnóstico de Rudy Gobert em Thunder x Jazz
Imagem: Alonzo Adams-USA TODAY Sports

A NBA acabou sendo a primeira grande liga do planeta a suspender as suas atividades em virtude do coronavírus. A decisão veio depois de o pivô Rudy Gobert, do Utah Jazz, ser diagnosticado com o covid-19, horas antes de entrar em quadra contra o Oklahoma City Thunder.

As duas equipes permaneceram em quarentena nos vestiários, e a liga suspendeu todas as atividades por tempo indeterminado depois de adiar o duelo entre as duas equipes.

Ainda na rodada desta quarta-feira, o confronto entre Sacramento Kings x New Orleans Pelicans, que encerraria o dia, também foi adiado pela liga. Um dos árbitros escalados para o duelo havia apitado a partida do Jazz, de Gobert, na última segunda-feira - derrota por 101 a 92 para o Toronto Raptors.

Conmebol pede para adiar eliminatórias

Arena Pernambuco recebe, a princípio, Brasil x Bolívia no próximo dia 27 - Buda Mendes/Getty Images
Arena Pernambuco recebe, a princípio, Brasil x Bolívia no próximo dia 27
Imagem: Buda Mendes/Getty Images

Poucas horas depois de a NBA suspender a temporada, a Conmebol divulgou publicamente a carta-pedido para a Fifa, a fim de adiar as duas primeiras rodadas das eliminatórias sul-americanas, marcadas para o fim do mês de março - a seleção brasileira encara a Bolívia, dia 27, na Arena Pernambuco, e o Peru, dia 31, em Lima.

Para reforçar o pedido e convencer a Fifa, a Conmebol relembra a quantidade de jogadores que viriam da Europa para reforçar as seleções. O futebol italiano, por exemplo, está parado devido à pandemia - o país é mais vitimado pelo vírus depois da China.

A decisão cabe à Fifa, que organiza a Copa do Mundo e deve se pronunciar ainda nesta quinta-feira (12) sobre o caso.

Zagueiro da Juventus é diagnosticado

Rugani: zagueiro da Juventus foi diagnosticado com o covid-19 - Alberto Gandolfo/Pacific Press/LightRocket via Getty Images
Rugani: zagueiro da Juventus foi diagnosticado com o covid-19
Imagem: Alberto Gandolfo/Pacific Press/LightRocket via Getty Images

O pedido da Conmebol ocorreu poucas horas depois de a Juventus colocar todo o elenco em quarentena, após o zagueiro Daniele Rugani ser diagnosticado com o covid-19.

Todo o elenco da Juventus e da Internazionale, rival da equipe bianconera no último fim de semana, acabou isolado e passando por exames. A Itália registra mais de 800 mortes.

Brasileiros como Danilo e Alex Sandro, convocados para as duas primeiras rodadas das eliminatórias, e argentinos como Dybala e Lautaro Martínez estão no grupo dos que inspiram cuidados.

PSG x Dortmund com portões fechados

Neymar comemora a classificação do PSG, obtida sem a presença de torcedores no estádio - REUTERS
Neymar comemora a classificação do PSG, obtida sem a presença de torcedores no estádio
Imagem: REUTERS

Enquanto a NBA suspendeu a temporada, a Uefa ainda reluta em tomar a decisão mais drástica de adiar ou cancelar a Liga dos Campeões. Entretanto, o efeito da proliferação do coronavírus surgiu no estádio Parque dos Príncipes, vazio para a classificação do Paris Saint-Germain para as quartas de final da principal competição de clubes do planeta.

Sem público, o PSG venceu o Borussia Dortmund pelo placar de 2 a 0 e se classificou para a próxima etapa do torneio europeu.

A solução para Neymar e companhia foi comemorar a vaga em um local do estádio no qual conseguiam contato visual com os torcedores, que ocuparam as ruas próximas do estádio antes, durante e depois da partida.

Argentina suspende eventos esportivos

A Argentina decidiu suspender quatro eventos internacionais que ocorreriam no país. A medida preventiva busca obviamente combater a pandemia do coronavírus. São 19 casos no país.

Estavam agendados para acontecer no país o Campeonato Sul-Americano de Natação, a Copa do Mundo de Esgrima, o Grand Prix Sul-Americano de Atletismo e o pré-olímpico de boxe.

Federação mexicana cria protocolo

Também na última quarta-feira, a Liga Mexicana criou um protocolo para os atletas, visando a rodada do fim de semana. Estão proibidos os apertos de mãos antes dos jogos entre jogadores, árbitros e crianças que acompanham os elencos na cerimônia de entrada no gramado.

Os clubes também precisam exigir que seus membros constantemente lavem as mãos e higienizem as cadeiras dos estádios e as instalações de treinamento. Qualquer pessoa ligada aos times que apresentar sintoma de gripe também precisará usar máscaras.

Esporte