PUBLICIDADE
Topo

Pan 2019

Mundial é prioridade, e Jade Barbosa pode ser poupada no Pan, diz COB

Jade Barbosa durante os treinamentos para o Panamericano de Lima - Wander Roberto/COB
Jade Barbosa durante os treinamentos para o Panamericano de Lima Imagem: Wander Roberto/COB

Karla Torralba

Do UOL, em Lima (Peru)

25/07/2019 19h16

A ginasta Jade Barbosa, 28, não tem presença confirmada nos Jogos Pan-Americanos. Após sofrer uma queda em um treinamento realizado ontem (24), a veterana passou por exames nesta quinta e virou dúvida para a competição em Lima, no Peru. Além da avaliação sobre a lesão, pesa também na decisão o calendário da seleção nesta temporada.

De acordo com o Comitê Olímpico do Brasil (COB), a lesão não é grave, mas a comissão técnica ainda precisa se reunir com os médicos para definir se a atleta participa do evento ou se será poupada para o Mundial de Stuttgart (ALE). O campeonato, que será realizado em outubro, vale como seletiva para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

"A princípio, a lesão não é grave e a gente vai se reunir com a comissão técnica e a área médica para avaliar a participação no Pan-Americano, ou se será poupada para o Mundial", disse Jorge Bichara, diretor de esportes do COB. "Essa é a nossa principal competição do ano. Ela é importante para a equipe e isso vai ser considerado nas discussões".

Bichara ressaltou que a comissão técnica da seleção está trabalhando para que a lesão não influencie no desempenho das outras atletas, mais jovens. A primeira competição da ginástica artística no Pan de Lima-2019 será no sábado, quando o time feminino do Brasil disputa o torneio por equipes.

"A lesão tem impacto sobre a equipe. Ela é uma líder dentro do grupo, mas se trata de um esporte que convive com o risco de lesão. Então elas já estão acostumadas com a realidade", afirmou.

"É uma modalidade subjetiva, e as apresentações do Brasil em competições prévias causam impacto na avaliação do campeonato Mundial. Então tem uma estratégia para o que vai ser apresentado agora, o que não será mostrado, que elementos serão incluídos nas séries agora. Cada país tem sua estratégia e é isso que será discutido", finalizou.