PUBLICIDADE
Topo

Darlan agradece vaquinha e diz que parte do valor irá para projetos sociais

Darlan Romani ficou em quarto na final do arremesso de peso masculino nas Olimpíadas de Tóquio - Andrej ISAKOVIC / AFP
Darlan Romani ficou em quarto na final do arremesso de peso masculino nas Olimpíadas de Tóquio Imagem: Andrej ISAKOVIC / AFP

Do UOL, em São Paulo

13/08/2021 08h23

Darlan Romani, que ficou em quarto na final do arremesso de peso masculino nas Olimpíadas de Tóquio, agradeceu a vaquinha virtual organizada para ajudar o atleta a ir para os Jogos de Paris-2024. A meta era arrecadar R$ 150 mil, mas as doações ultrapassaram os R$ 290 mil. Segundo Darlan, o dinheiro que excedeu o valor proposto será destinado a projetos sociais.

"A vaquinha foi iniciativa do pessoal do Razões para Acreditar, junto com a população que gostou do meu trabalho, acreditou em mim e quer fazer parte deste sonho. Ela vai auxiliar, sim, muito, neste período de transição de encerramento de contrato até a nova assinatura de contrato. Nossas contas não param de chegar", disse o atleta em vídeo publicado no Instagram.

"Como todo o mundo está sabendo, o valor que foi proposto excedeu. A maior parte deste valor a gente vai devolver à população através de projetos sociais e convido todo o mundo a conhecê-los", acrescentou Darlan.

A iniciativa para o atleta do arremesso de peso ganhou espaço após sua participação em Tóquio e a repercussão das fotos do local de treino de Darlan durante o lockdown. O atleta improvisou o treinamento específico do arremesso de peso depois que o local em que ele frequenta, em Bragança Paulista, no interior de São Paulo, foi fechado.

"Quero agradecer a todos pelo carinho, pelo respeito, pelo amor que cada um sentiu por mim, pela minha família. Já estou me dedicando 300% ao treinamento. 200% não foi suficiente para Tóquio, mas vocês estão me ajudando a encontrar mais 100%, 200% para me dedicar cada vez mais ao meu treinamento em busca do nosso sonho", finalizou Darlan.