PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mesmo sem tempo, Lisca tem método para acabar com o pesadelo da bola aérea defensiva do Vasco

29/07/2021 07h30


Lisca comandou o primeiro treino no Vasco na última sexta-feira. O time jogou no sábado, venceu, mas tomou gol após escanteio. Um dia de descanso, mais dois treinos e o Cruz-Maltino perdeu para o São Paulo. Mais um gol após cruzamento em lance de bola parada. É mais do que um problema: é um sangramento incessante que o treinador precisa estancar. Contra ele, o tempo.

placehold

- É estimulando, posicionando, analisando os adversários... treinando está difícil porque bola parada tem um treinamento exigente. Quando se joga num intervalo de dois, três dias é complicado. Ontem (terça-feira), nós posicionamos os jogadores, quinta-feira mapeamos - ressaltou, após a última partida.

E novamente o tempo será curto. Trabalho de recuperação física nesta quinta-feira, apronto na sexta e clássico com o Botafogo no sábado.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

E o calendário vai demorar a dar trégua. Só daqui a três semanas é possível haver uma semana livre entre um jogo e jogo. Mas Lisca que se vire. Se a defesa vascaína seguir sangrando tanto, o acesso estará em risco.

Futebol