Topo

Valentim condiciona gritos de "olé" de athleticanos à apatia do Botafogo

17/11/2019 21h28

O Botafogo coleciona sua sétima derrota consecutiva fora de casa, após perder por 1 x 0 para o Athletico, neste domingo. A vitória do furacão foi por um placar mínimo, mas aos 37 minutos do segundo tempo a torcida mandante já embalava a troca de passes do time da casa com os gritos de 'olé'. Alberto Valentim comentou as provocações:

"Se tivéssemos sido mais agressivos, o que aconteceu depois dos 37 minutos minutos, inclusive, talvez não tivessem gritado olé. Se tivéssemos chegado mais no último terço, teria deixado a torcida mais temerosa e o próprio Athletico", disse Valentim na entrevista coletiva após o duelo.

Além de tentar consertar a falta de criatividade do Botafogo, Alberto Valentim terá uma semana para pensar quem será o substituto do capitão Joel Carli, suspenso por tomar o terceiro cartão amarelo. O técnico alvinegro achou exagero o cartão dado por reclamação:

"Joel é o nosso capitão, não acredito que tenha ofendido o Bráulio. Capitão serve para ser o representante do time para discutir entre aspas com o árbitro. Achei excessivo. Joel simplesmente foi conversar com ele", disse o treinador.

O Botafogo agora se prepara para receber o Corinthians no próximo domingo, às 16 horas, no Estádio Nilton Santos.

Botafogo