Topo

Futebol


Ao L!, Carlinhos define 'jogo especial' com o Flu e revela dificuldade do CSA

18/08/2019 08h00

O duelo entre Fluminense e CSA pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro é aparentemente uma fuga da zona de rebaixamento. Contudo, um personagem se destaca por já ter vestido a camisa do Tricolor: Carlinhos. O lateral-esquerdo deixou o clube carioca, com bicampeonato Brasileiro (2010 e 2012) e também levantou a taça do estadual, em 2012, e ainda foi convocado para a Seleção Brasileira. Em conversa com o LANCE!, o atleta falou sobre o reencontro e expectativa por sua temporada no time alagoano.

+ TABELA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

- Com certeza passará um filme na cabeça. Tenho muitas lembranças boas. Dos amigos, da torcida, das conquistas. Será a primeira vez que irei enfrentar o Fluminense no Rio. Com certeza será um jogo especial. Sempre tive carinho pelo Fluminense e todos sabem. Acompanho o clube até hoje. Conversamos e uma renovação não foi possível. Mas isso não muda em nada o carinho que tenho - disse.

Em seu clube atual, no CSA, o momento é delicado, de muita cobrança. Nas 15 partidas em que atuou, ele marcou um gol e foi diante o Botafogo pela sétima rodada do torneio nacional. É titular da lateral esquerda e vai engatar a quarta partida seguida no domingo.

- Estamos jogando boas partidas, mas as vitórias não estão aparecendo. Num momento como esse, é preciso pontuar. Não importa como. Vamos em busca disso na partida no Rio de Janeiro - destacou.

Carlinhos também disse que não sabe se vai comemorar caso faça um gol na partida contra o Flu.

- Ainda não sei... Depende do momento. O que eu mais quero é ajudar o CSA a sair dessa situação - afirmou.

No último jogo, Carlinhos chegou a ser vaiado pela torcida do CSA no primeiro tempo. O lateral errou em uma saída de bola, e Romarinho levou perigo ao gol de Jordi. E ainda teve uma falha - que culminou no segundo gol do Fortaleza. O lateral estava na cobertura, mas a bola passou por baixo das pernas e sobrou. Quando a bola entrou, o lateral colocou imediatamente as mãos na cabeça.

- Isso acontece no futebol. Estava inteiro na bola, mas infelizmente ocorreu.Você sente um pouco na hora, mas precisa superar no lance seguinte e procurei fazer isso. Espero ajudar o time neste jogo - disse.

No início desta temporada, a diretoria do CSA contratou muitos jogadores com rodagem no futebol brasileiro. Além de Carlinhos, os atacantes Alecsandro, Manga Escobrar e Cassiano, o também lateral Apodi, e o zagueiro Ronaldo Alves. O ex-Fluminense comentou sobre essa estratégia da diretoria.

- Eles (diretoria) trabalham e muito para que o clube conte com a melhor equipe. Todos sabem da dificuldade da Série A e cada jogo é uma decisão. Temos uma boa equipe, mas precisamos pontuar o quanto antes - opinou.

O duelo entre Fluminense e CSA começa, às 16h, no Maracanã. O tricolor soma 12 pontos, na 16ª posição - primeiro fora da zona de rebaixamento. Em 14 jogos, venceu e empatou três, e perdeu oito partidas. Não muito diferente, os alagoanos amargam a 19ª colocação, com oito somados (um triunfo, cinco empates e oito revés). Ambos precisam ganhar para sair da situação.

Mais Futebol