Topo

Futebol


Grêmio e Palmeiras, com times alternativos, ficam no empate

17/08/2019 23h09

Ficou tudo igual entre Grêmio e Palmeiras na prévia dos duelos decisivos pela Libertadores. Na noite deste sábado, na Arena, em Porto Alegre, as equipes, com times alternativos, ficaram no 1 a 1, com gols de Dudu e David Braz, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o empate, o Verdão caiu para a terceira colocação, com 30 pontos. Já o Tricolor subiu para o 12º lugar, com 18 pontos.

Os times voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, às 21h30, de novo em Porto Alegre, pelo primeiro jogo das quartas de final da Libertadores. Pelo Brasileiro, o Palmeiras só volta a jogar em 1º de setembro, contra o Flamengo, já que a partida contra o Fluminense, pela 16ª rodada, foi adiado.

Verdão objetivo

Jogando em casa, o Grêmio tentou administrar o começo da partida na Arena do Grêmio. E, de fato, conseguiu ter mais posse de bola do que o Palmeiras. O Tricolor chegou a ter mais de 70% do domínio do jogo. Mas, quem mais assustava, desde o começo, era o Verdão. Um pouco mais recuado e vendo os donos da casa tocarem a bola sem conseguir chegar perto da sua área, o Palmeiras apertava a marcação na sua intermediária e apostava nos contra-ataques.

Assim, o time de Felipão chegou ao seu gol logo aos 13 minutos de jogo. Na frente da área de defesa, Thiago Santos roubou a bola de Thaciano e já acionou Raphael Veiga, que tocou para Hyoran pelo lado esquerdo. O meia achou Dudu entrando livre pela direita. O atacante cortou David Braz e finalizou no canto, sem chance para Julio César. Foi o quinto gol de Dudu no Brasileiro.

Panorama não muda

Após o gol do Palmeiras, O Grêmio continuou tentando controlar a partida, mas sem muita objetividade. Além do gol, as melhores chances do primeiro tempo foram do Palmeiras. Borja quase marcou aos 31. Após uma lambança da zaga do Grêmio, a bola sobrou para o colombiano, que tentou tirar de Julio César, mas o goleiro espalmou para escanteio. Aos 36, o Palmeiras chegou a colocar mais uma bola na rede com Hyoran, de cabeça, mas o gol foi anulado por impedimento de Borja no começo da jogada. A etapa inicial terminou com o Grêmio com mais de 67% de posse de bola, mas apenas duas finalizações, enquanto o Verdão teve nove.

Volta sem muita emoção

O segundo tempo da partida começou de maneira parecida com o primeiro, com o Grêmio com mais posse de bola. Mas, diferente do que aconteceu nos primeiros 45 minutos, o Palmeiras não conseguiu encaixar mais seus contra-ataques. Mas, de novo, quem chegou com mais perigo foi o Verdão. Aos 9 minutos, Hyoran quase ampliou o placar após belo passe de Dudu, mas foi travado na hora da finalização por David Braz.

Grêmio melhora e empata

Perdendo o jogo em casa, o técnico Renato Portaluppi lançou o time para o ataque e colocou Everton e Luciano em campo. Mas, quando tudo levava a crer que o Palmeiras conseguiria os três pontos, o zagueiro David Braz arriscou um chute de muito longe, aos 42, e acertou o ângulo de Weverton. Os jogadores do Verdão ficaram na bronca pois, no início do lance, o árbitro errou a marcação de um lateral. Mas ficou por isso mesmo e a partida ficou no 1 a 1.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 X 1 PALMEIRAS

Local: Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data: 17 de agosto, sábado, às 21h

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa-RJ) - Nota LANCE!: 5,0, Errou na marcação de um lateral no começo do lance do gol do Grêmio.

Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Silbert Faria Sisquim (ambos do RJ)

Árbitro de vídeo: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Gramado: Bom

Público/Renda: 12.897 pagantes/R$ 485.858

Cartão amarelo: Luiz Felipe Scolar.

Cartão vermelho: -

GOLS: Dudu, 13'/1ºT (0-1); David Braz, 42'/2ºT (1-1)

Grêmio: Júlio César, Léo Moura (Luciano, 32'/2ºT), Paulo Miranda, David Braz e Cortez; Darlan (Patrick, Intervalo), Romulo, Thaciano; Luan (Everton, 27'/2ºT), Pepê e Diego Tardelli. Técnico: Renato Gaúcho.

Palmeiras: Weverton; Mayke (Marcos Rocha, 8'/2ºT), Antônio Carlos, Gustavo Gómez e Victor Luis; Thiago Santos, Matheus Fernandes (Bruno Henrique, 19'/2ºT) e Hyoran; Raphael Veiga, Dudu (Ramires, 32'/2ºT) e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Mais Futebol