PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Eleito! Relembre os planos de Jair Bolsonaro para o esporte

28/10/2018 19h24

A expectativa em torno de Jair Bolsonaro (PSL) é grande. Eleito neste domingo o novo presidente da República, após derrotar Fernando Haddad (PT) no segundo turno, o capitão terá de comprovar força também para esportistas que declararam seu apoio ao político, que torce para Palmeiras e Botafogo.

O ESPORTE NO PLANO DE GOVERNO DE JAIR BOLSONARO

Bolsonaro, que se formou na Escola de Educação Física no Exército (EsEFEx), falou pouco sobre esporte até o momento. Ele destacou o tema em seu plano de governo apenas quando falou sobre saúde e educação. Não havia quaisquer propostas específicas relacionadas ao campo.

Na parte em que abordava a prevenção de doenças, intitulada como "Prevenir é melhor e mais barato" em seu plano de governo, o candidato citava a integração do esporte com o programa Saúde da Família.

"Outro exemplo será a inclusão dos profissionais de Educação Física no programa Saúde da Família, com o objetivo de ativar as academias ao ar livre como meio de combater o sedentarismo e a obesidade e suas graves consequências à população, assim como o AVC e infarto do miocárdio", dizem as diretrizes do presidenciável.

ALIADO DE BOLSONARO, LORENZONI APONTA DESAFIOS

Em 7 de outubro, o LANCE! foi à entrevista coletiva marcada pelo PSL. De acordo com Gustavo Bebbiano, presidente do partido, Bolsonaro não pôde comparecer por ordens médicas. Porém, após o evento, realizado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, Onyx Lorenzoni (DEM-RS) adiantou algumas ideias que o candidato tem, caso seja eleito, para o esporte:

- O esporte tem duas vertentes muito importantes. Uma é o alto rendimento. A outra é como resgate para tirar a gurizada das drogas. Embora isto seja utilizado em muitos estados brasileiros, o governo federal poderia ter programas ainda mais abrangentes. Mas como iremos repassar recursos a estados e municípios diretamente (se eleitos), sem nenhum tipo de intermediação, daremos a eles as condições para que tenhamos programas de esportes com esses propósitos.

Lorenzoni acenou que há duas possibilidades para o futuro do Esporte em um possível governo de Jair Bolsonaro. Uma é unir educação, cultura, esportes, ciência e tecnologia em uma pasta, como no Japão. A outra é separar educação, cultura e esporte de ciência e tecnologia, como na Coreia do Sul.

Em relação ao alto rendimento, Lorenzoni reconheceu que há necessidade de um grande planejamento, mas tratou o assunto com cautela.

- É inegável que o Brasil pode ter um desempenho muito melhor em competições internacionais de alto rendimento. O que precisa é de um bom método, um bom planejamento, que existem em algumas modalidades, mas não são regra. E vai ter muito critério no uso de verbas das estatais para qualquer atividade. Ainda mais que reduziremos para 150 o número de estatais.

O aliado de Bolsonaro também destacou que o candidato eleito na corrida presidencial enfrentará um grande desafio financeiro. E deixou claro que o esporte não está entre as prioridades.

- O Brasil precisa se dar conta de que qualquer governo que assumirá no ano que vem, e vai ser o nosso, terá de arrumar R$ 140 bilhões para cobrir o déficit. Isso não se faz sem ter prioridades claras. As prioridades do governo do Jair são segurança pública, saúde e educação básica.

Bolsonaro, de 63 anos, nasceu em Glicério, no interior de São Paulo. Ele serviu ao Exército entre 1977 e 1988, e chegou à patente de capitão. Três filhos de Bolsonaro também ocupam cargos políticos: Flávio, senador pelo Rio; Eduardo, deputado federal reeleito por São Paulo; e Carlos, vereador no Rio.

Embora fosse favorito em boa parte das pesquisas, Bolsonaro enfrentou um obstáculo na campanha. Em 6 de setembro, sofreu um atentado a faca, cometido por Adelio Bispo, em Juiz de Fora (MG), ainda no primeiro turno, o que levou a uma cirurgia para corrigir uma obstrução no intestino.

Embora esteja de alta médica, atualmente Bolsonaro usa uma bolsa de colostomia no abdômen.

QUEM É O NOVO PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Nome completo: Jair Messias Bolsonaro (PSL)

Vice: Hamilton Mourão (PRTB)

Data de nascimento: 21/03/1955

Coligação: Brasil acima de tudo, Deus acima de todos - PSL e PRTB

Ocupação declarada: Membro das Forças Armadas

Valor em bens declarados: R$ 2.286.779,48

Time de coração: Botafogo e Palmeiras

Ídolo no esporte: Não respondeu

Esporte