PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Diretor diz: 'Coloco minhas mãos no fogo pelo grupo da Chapecoense'

31/08/2017 16h41

O diretor de futebol da Chapecoense, Rui Costa, convocou uma coletiva no início da tarde desta quinta-feira, na Arena Condá, chamando a responsabilidade pelo trabalho executado na temporada e reiterando a confiança no elenco para a sequência do ano. A equipe entrou na zona do rebaixamento do Brasileirão na última rodada e ocupa a 17ª posição.

Segundo ele, o título Estadual, conquistado após a contratação de 25 jogadores em curto espaço de tempo, e a boa campanha na Copa Libertadores - a equipe só foi eliminada em razão de uma punição da Conmebol, credenciam o trabalho realizado.

- Assumo toda responsabilidade pelas coisas que eu faço e digo, e venho aqui mais uma vez afirmar: coloco as minhas duas mãos no fogo pelo grupo de jogadores. É um elenco que se entrega, existe coragem. Eu vejo isso todos os dias - afirmou.

Rui Costa projeta uma reação no Campeonato Brasileiro.

- Quero dizer que a Chapecoense estará na Série A em 2018. Não digo isso porque é um desejo meu, mas digo com base naquilo que eu vejo desde o início. Às vezes se escuta expressões de que esse grupo tem falta de compromisso ou de atletas sem foco, por isso me vi na obrigação de vir aqui. Estou sendo bem franco e transparente, sem escolher palavras - disse.

Para encerrar, o diretor da Chape deixou claro que qualquer comparação com o grupo do ano passado é injusta.

- Aquele grupo é insubstituível. O grupo atual jamais poderá fazer nada semelhante daquele que nos deixou, eles são incomparáveis. Mas o grupo atual continuará honrando essa camisa, como faz desde o início.

Esporte