PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Flamengo adota cautela e fala em planejamento "oportuno" para 2017

Vice-presidente de futebol, Flávio Godinho adota cautela ao tratar do planejamento - Gilvan de Souza/ Flamengo
Vice-presidente de futebol, Flávio Godinho adota cautela ao tratar do planejamento Imagem: Gilvan de Souza/ Flamengo

27/09/2016 06h00

Vice-líder do Campeonato Brasileiro, o Flamengo está próximo de conquistar uma vaga na Libertadores de 2017. Publicamente, a diretoria adota um discurso cauteloso ao falar sobre o planejamento do próximo ano, mas especulações sobre o futuro de alguns jogadores já movimentam os bastidores.

Vice-presidente de futebol, Flávio Godinho garante que o clube rubro-negro está tranquilo quando o assunto é a preparação de 2017.

"A prioridade segue sendo lutar pela vaga na Libertadores, via Brasileirão e Sul-Americana. O elenco numeroso e qualificado nos dá tranquilidade para planejar 2017 oportunamente", diz o dirigente.

Márcio Araújo é o único dos titulares que tem contrato somente até o fim desta temporada. O elenco conta com outros cinco jogadores com vínculo próximo do término: Juan, Alan Patrick, Chiquinho, Emerson e Fernandinho.

Juan perdeu espaço ao longo da temporada e deve se manifestar em breve sobre os planos para a carreira. Alan Patrick está valorizado, mesmo no banco, e já começa a ter o nome especulado em outros clubes. Já Chiquinho e Emerson não vêm atuando com tanta frequência. Aos 38 anos, Sheik voltou a fazer um gol na vitória sobre o Palestino, mas, ao que tudo indica, não vai permanecer. Por fim, Fernandinho está agradando com boas atuações, mas pertence ao Grêmio.

O goleiro Paulo Victor tem contrato com o Flamengo até 2019, mas recebeu algumas sondagens neste ano. O time rubro-negro optou por não abrir mão do jogador neste momento em que briga por dois títulos, porém na próxima temporada a história pode ser diferente. O lateral esquerdo Jorge está valorizado. No entanto, o clube carioca garante não ter recebido consultas.

Esporte