PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Emoção de sobra! Finais de copas na Europa tiveram cinco prorrogações

22/05/2016 19h51

Para quem gosta de sofrimento no futebol, este fim de semana, na Europa, foi um prato cheio. Os seis principais países da modalidade no Velho Continente reservaram o sábado e o domingo para as finais de suas copas nacionais, e cinco delas tiveram que ir para a prorrogação. Apenas a França viu sua decisão terminar nos 90 minutos. Alemanha, Espanha, Inglaterra, Itália e Portugal precisaram de mais meia-hora para conhecer os campeões, sendo que a Terrinha e a terra dos atuais campeões mundiais ainda foram para os pênaltis.

No sábado, o Crystal Palace abriu o placar da decisão da Copa da Inglaterra em Wembley já na reta final da partida, e Mata empatou logo depois para o Manchester United. Na prorrogação, Smalling foi expulso, mas mesmo assim os Red Devils venceram com gol de Lingard. Na Itália, clássico entre Milan e Juventus no Estádio Olímpico de Roma. Nos 90 minutos, nada de gols. No tempo extra, Morata foi o herói da Velha Senhora.

Na Alemanha, nada de gols em 120 minutos. Bayern de Munique e Borussia Dortmund se enfrentaram no Olímpico de Berlim e não balançaram as redes. Nos pênaltis, os bávaros venceram por 4 a 3. Para fechar o sábado, o Paris Saint-Germain derrotou o Olympique de Marselha por 4 a 2 no adeus de Ibrahimovic. Isso em 90 minutos mesmo.

No domingo, mais emoção na Península Ibérica. Em Portugal, o Braga fez 2 a 0 no Porto, mas André Silva brilhou e empatou a partida, levando para a prorrogação. O Dragão não virou, o jogo foi para os pênaltis, e os Bracarenses venceram por 4 a 2. Na Espanha, jogo movimentado entre Barcelona e Sevilla. Após o 0 a 0 em 90 minutos, o clube catalão contou com gols de Alba e Neymar para vencer por 2 a 0 e levar a Copa do Rei.

Esporte