PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Djokovic aplica virada incrível e garante vaga na semifinal de Wimbledon

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

05/07/2022 13h21

O sérvio Novak Djokovic deu mais uma prova de que está entre os grandes da história do tênis ao conseguir uma grande virada sobre o italiano Jannik Sinner e vencer por 3 set a 2 nas quartas de final de Wimbledon nesta terça-feira. O número 2 do mundo fechou a partida em mais de três horas e meia, com parciais de 5/7, 2/6, 6/3, 6/3 e 6/2.

O primeiro set foi equilibrado, enquanto o segundo foi dominado amplamente pelo italiano. Em contrapartida, a terceira parcial foi a vez de Djokovic mudou a forma de jogar e iniciou sua recuperação incrível na partida. No penúltimo set, o sérvio chegou a abrir 4 games de vantagem e, já no último game, o italiano torceu o tornozelo em uma bola próxima da rede e ficou caído no chão sentido dores. Houve um momento de tensão na quadra sagrada de Wimbledon.

O quinto e último set começou com equilíbrio, porém não demorou muito para o sérvio começar a abrir vantagem e, depois de oito games, fechou a partida.

A temporada de Djokovic não tem sido boa em Grand Slams. O sérvio não pôde jogar o Aberto da Austrália, no começo do ano, por não estar vacinado contra a Covid-19 e, pelo mesmo motivo, também não deve entrar em quadra no Aberto dos Estados Unidos, o último major do ano. Em Roland Garros, o ex-líder do ranking mundial também foi eliminado nas quartas de final, derrotado por Rafael Nadal.

Devido à exclusão de atletas russos e bielorrussos, a ATP, Associação de Tenistas Profissionais, definiu que Wimbledon não irá ser considerado na pontuação do ranking mundial. Com isso, ainda que vença o torneio, Djokovic não voltará a ser o número um do mundo.

Jannik Sinner, atualmente 13º colocado no ranking mundial, nunca chegou tão longe em um Grand Slam em toda sua carreira. Com apenas 20 anos, as quartas de final tinham sido o mais longe que o italiano havia alcançado, no Aberto da Austrália, e em Roland Garros, nos anos de 2022 e 2020, respectivamente. Em Wimbledon, sua melhor campanha era uma eliminação logo na primeira rodada, em 2021.

Na semifinal, Novak Djokovic encara o vencedor entre o belga David Goffin e o britânico Cameron Norrie.

Futebol