PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras define jogo no 1º tempo e conquista boa vantagem contra o RB Bragantino

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

29/10/2020 20h54

O Palmeiras conquistou uma boa vantagem na briga pela classificação às quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, a equipe alviverde enfrentou o Red Bull Bragantino no Estádio Nabi Abi Chedid, pelo jogo de ida das oitavas, e venceu pelo placar de 3 a 1. Raphael Veiga, Wesley e Luiz Adriano marcaram para o time dirigido pelo auxiliar Andrey Lopes, mais conhecido como Cebola. Hurtado descontou.

Com o resultado, o Verdão pode perder por até um gol de diferença no jogo de volta para se classificar. Já o Massa Bruta precisa vencer por pelo menos dois gols para levar a decisão para os pênaltis. No torneio, o tento marcado fora de casa não é utilizado como critério de desempate.

Agora, as equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira (5), às 19h (de Brasília), no Allianz Parque. Antes, o Palmeiras encara o Atlético-MG, em casa, enquanto o Red Bull Bragantino enfrenta o Grêmio, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro. Ambos os jogos ocorrem na segunda-feira (2).

O jogo 

O Palmeiras tirou o zero do placar logo aos quatro minutos. Wesley fez a interceptação no meio-campo, aplicou um chapéu no adversário e passou para Viña, que deixou para Zé Rafael. O meia avançou pela esquerda, passou pela marcação e cruzou rasteiro para Raphael Veiga. O camisa 23 chegou batendo e contou com um desvio em Léo Ortiz para balançar as redes.

Com um início de partida arrasador, o Verdão ampliou a vantagem aos 17 minutos. Felipe Melo achou um belo lançamento para Wesley, que chegou por trás da zaga, invadiu a área e encheu o pé para marcar o segundo gol alviverde.

E o terceiro tento veio aos 27 minutos, dos pés de Luiz Adriano. Weverton lançou Veiga no campo de ataque, e o meia acionou Rony, que avançou pela direita e cruzou na área. Léo Ortiz errou o corte e deixou livre para o camisa 10 palmeirense marcar: 3 a 0 no primeiro tempo.

Apesar da grande desvantagem no marcador, o Red Bull Bragantino voltou do intervalo determinado a correr atrás do prejuízo. O Massa Bruta tentou pressionar os visitantes nos primeiros minutos da segunda etapa, mas não conseguiu efetivamente ameaçar o gol defendido por Weverton.

O Palmeiras, por sua vez, não apresentou o mesmo ímpeto do primeiro tempo. Confortável na partida, o Verdão desacelerou nos 45 minutos finais e passou a administrar o resultado, sem oferecer mais tanto perigo aos donos da casa.

O Alviverde teve grande chance de marcar pela quarta vez aos 22 minutos, quando Rony ganhou a sobra do escanteio e puxou o contra-ataque pela direita. O atacante avançou sozinho, invadiu a área e tentou o passe para Wesley, mas Claudinho apareceu para fazer a interceptação.

Se o Palmeiras não conseguiu ampliar, o Bragantino descontou aos 37 minutos. Morato recebeu na entrada da área e achou Hurtado livre. O venezuelano dominou e bateu firme no canto direito de Weverton para dar números finais ao confronto.

FICHA TÉCNICA

RED BULL BRAGANTINO 1 X 3 PALMEIRAS

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)

Data: 29 de outubro de 2020, quinta-feira

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Cartões amarelos: Aderlan, Edimar, Claudinho (Red Bull Bragantino); Raphael Veiga, Wesley, Felipe Melo (Palmeiras)

Gols: Hurtado, aos 37 minutos do segundo tempo (Red Bull Bragantino); Raphael Veiga, aos quatro minutos do primeiro tempo; Wesley, aos 17 minutos do primeiro tempo; Luiz Adriano, aos 27 minutos do primeiro tempo (Palmeiras)

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Ligger, Léo Ortiz e Edimar; Ricardo Ryller, Lucas Evangelista (Uillian Correia) e Claudinho (Cuello); Artur (Morato), Ytalo (Hurtado) e Bruno Tubarão (Luis Phelipe).

Técnico: Maurício Barbieri

PALMEIRAS: Weverton; Gabriel Menino, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Felipe Melo, Zé Rafael e Raphael Veiga (Lucas Lima); Rony (Willian), Wesley (Gustavo Scarpa) e Luiz Adriano (Ramires).

Técnico: Andrey Lopes

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Futebol