PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2021

América-MG ganha da Chapecoense com dois gols de Ademir e entra no G-8

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/11/2021 22h53

Classificação e Jogos

Pela 35ª rodada do Brasileirão, o América-MG venceu a Chapecoense por 3 a 0 na noite de hoje (30). No Independência, o Coelho contou com dois gols de Ademir e um de Fabrício para entrar na zona de classificação para a Libertadores.

A equipe mineira ultrapassou o Ceará, que perdeu para o Flamengo por 2 a 1, e chegou aos 48 pontos, ocupando o oitavo lugar - vaga que dá direito a jogar o mata-mata para chegar na fase de grupos da Liberta. Já o time do Índio Condá permanece na lanterna, com apenas 15 pontos conquistados.

O Coelho tem um confronto direto contra o Ceará neste domingo (5), às 19h, no Castelão. Na última rodada, no próximo dia 9, o clube recebe o São Paulo. Do outro lado, o Verdão do Oeste ainda tem, em casa, o Atlético-GO nesta sexta (3), às 20h, e o Sport na segunda (6), às 21h. O time encerra sua participação na Série A contra o Fluminense fora.

Quem foi bem: Ademir

O destaque do Coelho no Brasileirão teve mais uma grande atuação. Jogador mais participativo do clube, estava em todas jogadas e sempre levava muito perigo para a defesa adversária. Para completar, anotou dois gols no confronto.

Quem foi mal: Mike

A campanha da Chape não é boa e a equipe tem nítidas dificuldades de finalizar com perigo. Por tudo isso, o pênalti era a jogada de ouro para tentar conquistar pontos em Belo Horizonte, mas o atacante Mike não tomou distância e bateu à meia altura e sem buscar o canto, facilitando a defesa de Cavichioli.

América-MG não começa bem, mas toma o controle do jogo

Os primeiros 30 minutos de bola rolando foram bem disputados e com chances para os dois lados. Depois disso, o Coelho passou a dominar completamente o confronto. Muito superior tecnicamente, o time conseguiu criar boas chances no segundo tempo, quando a Chape se perdeu completamente.

Chapecoense sem força

O clube de Chapecó venceu apenas uma partida no campeonato e caminha para fazer a pior campanha da história dos pontos corridos - com apenas 15 pontos segue atrás do América-RN de 2007, que somou apenas 17. Essa campanha expõe as deficiências técnicas da Chape, que não teve qualquer força para reagir ao crescimento do adversário na partida.

Quando a fase não é boa...

A Chape fez uma partida boa e, apesar do time da casa criar as chances de maior perigo, o confronto era bem equilibrado. Aos 30, Henrique Almeida finalizou de dentro da área e bola explodiu no braço aberto de Rodrigo Silva. Após consulta ao monitor, o árbitro Luiz Flavio de Oliveira marcou o pênalti. No entanto, Mike nem tomou distância e bateu mal, facilitando a vida de Cavichioli, que chegou com tudo e espalmou para escanteio.

Nada ajuda

O clube mineiro cresceu no jogo com a defesa da penalidade e teve uma boa chance com Alê e uma falta perto da área que Ademir bateu mal. Porém, como diria o velho ditado do futebol de 'quem não faz, toma', o gol do América-MG saiu aos 44, em um vacilo enorme da zaga. João Paulo deu rebote no chute de Ademir, mas nenhum defensor chegou para afastar a bola. O camisa 10 não desistiu da jogada e, no rebote, mandou para o fundo da rede.

América encontra facilidade após o intervalo

As entradas de Renê Junior e Perotti deixaram o Verdão mais espaçado em campo, o que favoreceu o time da casa, que tem mais qualidade técnica. Fabrício tentou aos 5, entretanto Joilson conseguiu desviar para escanteio. Na segunda chance, aos 13, ele ampliou o placar. Marlon o erro na saída de bola e cruzou para o atacante, que só teve o trabalho de esticar a perna e sair para comemorar.

O Coelho continuou superior e comandou as ações no segundo período. Aos 21 e dentro da área, Ignácio derrubou Ademir, que estava apertado na linha de fundo e de costas para o gol. Mais uma vez, o juiz precisou consultar o monitor antes de dar a penalidade. Na cobrança, Ademir deslocou o goleiro para esquerda e tocou no lado direito para dar números finais ao embate.

A ótima vantagem no marcador fez com que o técnico Marquinhos Santos gastasse suas alterações, para preservar alguns atletas para a partida diante do Ceará. O clube mineiro seguiu tendo mais posse, contudo passou a criar menos.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 3 x 0 CHAPECOENSE

Data: 30/11/2021 (terça-feira)
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG);
Hora: 21h (de Brasília);
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP);
Auxiliares: Neuza Ines Back (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP);
VAR: Leone Carvalho Rocha (GO).

Gols: Ademir (44'/1ºT e 24'/2ºT), Fabrício (13'/2ºT) para o América-MG;

Cartões amarelos: Ricardo Silva, Alê (AME); Moisés Ribeiro, Busanello (CHA).

América-MG: Matheus Cavichioli; Eduardo Bauermann (Anderson Jesus), Ricardo Silva e Lucas Kal; Patric, Juninho, Alê (Juninho Valoura) e Marlon (Marcelo Toscano); Ademir, Felipe Azevedo (Alan Ruschel) e Fabrício (Rodolfo). Técnico: Marquinhos Santos.

Chapecoense: João Paulo; Ezequiel, Joílson, Ignácio e Busanello; Moisés Ribeiro (Renê Júnior), Lima (Perotti), Ronei e Mike (Kaio Nunes); Henrique Almeida (Marquinho) e Bruno Silva (Geuvânio). Técnico: Felipe Endres.