PUBLICIDADE
Topo

Inglês - 2021/2022

Chelsea vence o Leicester por 3 a 0 e se isola na liderança do Inglês

Jogadores do Chelsea comemoram gol sobre o Leicester no Inglês - BEN STANSALL / AFP
Jogadores do Chelsea comemoram gol sobre o Leicester no Inglês Imagem: BEN STANSALL / AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/11/2021 11h21

Classificação e Jogos

Na manhã de hoje, o Chelsea venceu o Leicester por 3 a 0, em partida que abre a 12ª rodada do Campeonato Inglês. Os gols do jogo foram marcados por Rudiger, Kanté e Pulisic.

A equipe de Londres foi superior durante todo o confronto e se mostrou efetiva em seus ataques. Os Blues abriram o placar logo aos 13 minutos com Rudiger e ainda no primeiro tempo ampliaram a vantagem com Kanté, aos 27. Na segunda etapa, o Chelsea sacramentou a vitória com gol de Pulisic, aos 26.

Com esse resultado, os comandados de Tuchel se mantêm isolados na liderança da Premier League, com 29 pontos. Já o Leicester segue na 12ª colocação com 15 pontos em 12 jogos.

O Chelsea volta a campo na próxima terça-feira, 23, contra a Juventus, às 17h (de Brasília), pela fase de grupos da Liga dos Campeões. Os Foxes enfrentam o Légia Varsóvia, na quarta-feira, 24, às 17h (de Brasília), pela Liga Europa. Pelo Inglês, os Blues pegam o Manchester United no domingo, 28, às 13h30 (de Brasília). Já o Leicester joga contra o Watford, também no domingo, às 11h (de Brasília).

Início do Chelsea

Após belo lançamento de Jorginho, Chilwell recebeu em velocidade, carregou a bola e finalizou, mas a bola bateu no travessão de Schmeichel. Pouco depois, Hudson-Odoi entrou pela esquerda e tabelou com Havertz, que chutou cruzado, mas o goleiro do Leicester fez a defesa.

Aos 13 minutos, depois da cobrança de escanteio na medida de Chilwell, a bola vai certeira na cabeça de Rudiger, que manda para o fundo das redes para abrir o placar.

Quem não faz, toma!

O Leicester teve a chance de igualar o placar. Lookman recebeu dentro da área e mandou direto para o gol, mas o assistente flagrou a posição de impedimento e anulou o empate.

Pouco após isso, a lei do ex prevaleceu. James avançou pela esquerda e passou para Kanté. O atacante limpou três marcadores e acertou belo chute de fora da área, mandando a bola no canto direito, sem chances para Schmeichel.

Chelsea mais perigoso

O Leicester começou a segunda etapa tentando propor mais o jogo, fazendo uma marcação mais alta e deixando a partida mais equilibrada, mas não conseguiu infiltrar na área dos Blues.

No entanto, aos oito minutos, Thiago Silva fez um baita lançamento e achou Hudson-Odoi, que tocou para Chilwell. O lateral chutou de primeira e Schmeichel usou as pontas dos dedos para mandar a bola para a linha de fundo.

Dedo de Thomas Tuchel

O técnico do Chelsea havia mudado a equipe há pouco, quando os dois jogadores que entraram na partida participaram do terceiro gol. Ziyech tirou de Castagne e Soyuncu, e tocou para Pulisic, que empurrou para o fundo das redes. 3 a 0 em King Power.

Bandeirinha em ação

O assistente flagrou três gols irregulares do Chelsea. Primeiro quando Pulisic passou para James, que marcou o quarto dos Blues. Depois num chute do camisa 10. E também no início da jogada que terminou com o gol de Reece James.

Cronologia

Os Blues abriram o placar logo aos 13 minutos com Rudiger e ainda no primeiro tempo ampliaram a vantagem com Kanté, aos 27. Na segunda etapa, o Chelsea sacramentou a vitória com gol de Pulisic, aos 26.

FICHA TÉCNICA: LEICESTER 0x3 CHELSEA

Motivo: Campeonato Inglês
Local: King Power Stadium, em Leicester (Inglaterra)
Data e horário: 20 de novembro de 2021, às 9h30 (de Brasília)
Árbitro: Paul Tierney
Assistentes: Constantine Hatzidakis e Neil Davies
Gols: Rudiger (13' 1ºT), Kanté (27' 1ºT), Pulisic (26' 2ºT)
Cartões amarelos: Amartey (LEI), Jonny Evans (LEI), Schmeichel (LEI), Mendy (CHE)

LEICESTER: Schmeichel Amartey, Jonny Evans, Söyüncü, Castagne, Soumaré (Dewsbury-Hall), Ndidi, Barnes (Maddison), Lookman (Iheanacho), Albrighton e Vardy. Técnico: Brendan Rodgers

CHELSEA: Mendy, Chalobah, Thiago Silva, Rüdiger, James, Kanté, Jorginho (Loftus-Cheek), Mount (Ziyech), Hudson-Odoi, Chiwell e Havertz (Pulisic). Técnico: Thomas Tuchel