PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Rony e Veiga dominam clássico, e Palmeiras vence o Santos na Vila Belmiro

Colaboração para o UOL, de São Paulo

07/11/2021 17h52

Classificação e Jogos

Com gols de Rony e Raphael Veiga, o Palmeiras venceu o clássico na Vila Belmiro contra o Santos, em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. O placar ainda poderia ter sido maior que os 2 a 0 caso os outros dois gols marcados por Rony também fossem validados.

Por conta da vitória do Atlético-MG em cima do América, o triunfo alviverde não diminui a vantagem atleticana na tabela. O Palmeiras chega a 55 pontos, mas se mantém dez atrás do líder mineiro.

Já o Santos continua mais próximo à zona de rebaixamento do que da zona de classificação à Copa Sul-Americana. São 35 pontos e a 15ª colocação, dois pontos acima do Bahia, primeiro fora do Z4 e que ainda joga na rodada.

Ambos os times voltam a jogar na próxima quarta-feira (10). Às 19h, o Santos recebe o Bragantino na Vila Belmiro, enquanto o Palmeiras, às 20h30, será visitado pelo Atlético-GO.

Live do Santos

Live do Palmeiras

Três gols do Rony? Só um valeu!

Rony estava com a mira afiada na tarde de hoje, porém faltou sorte nas construções das jogadas para que saísse com um hat-trick da Vila Belmiro.

Ele marcou um gol de fora da área em jogada em que foi flagrado, antes, um toque no braço de Dudu —entendido como intencional por Raphael Claus. No segundo tempo, ele marcou outro em posição de impedimento.

Somente o seu segundo gol, empurrando para as redes após o passe de Raphael Veiga, valeu. No segundo tempo, ele ainda devolveu o presente, dando a assistência para o gol do meia.

Não precisava disso, Madson

Dudu ia passando pelo Madson com um chapéu, mas o lateral, achando que já era demais, deixou a perna no palmeirense. Assim, recebeu o cartão amarelo e ficará suspenso para a próxima partida do Santos, contra o Red Bull Bragantino.

200 vezes Weverton

O goleiro do Palmeiras completou hoje 200 jogos com a camisa alviverde. E foi um jogo tranquilo para ele. Além do mais, quando foi necessário, lá estava o goleirão para garantir e variar. No começo do segundo tempo ele fez uma ótima defesa após chute de fora da área de Vinicius Zanocelo.

Cadê o Tardelli?

Uma das surpresas na escalação do Santos para o clássico foi a ausência do atacante Diego Tardelli, inclusive do banco de reservas. O motivo divulgado pelo Santos é que o veterano apresentou quadro de virose já no aquecimento para a partida. Assim, Carille optou por montar o ataque com Lucas Braga, Marinho e Raniel.

Disputa de retrospectos

Haviam dois tabus em campo na tarde de hoje: os dois anos em que o Palmeiras não perdia para o Santos e a ótima vantagem de Fábio Carille contra o Verdão. Acabou que o tabu entre rivais prevaleceu, e agora são cinco vitórias e dois empates em sete jogos contra o Peixe.

Essa foi a segunda vez que Carille foi derrotado pelo Palmeiras em sua carreira como técnico. Enquanto treinador do Corinthians ele somava sete vitórias e um empate em nove jogos.

Muita vontade e muita falta

Boa parte do primeiro tempo foi marcado por um jogo truncado e bem faltoso. Foram 19 faltas no total e três cartões amarelos distribuídos, mas isso não significa que não houve futebol.

O excesso de vontade e a aplicação tática das equipes fez com que os lances de bola parada se tornassem a maior esperança de boas finalizações, contudo ninguém conseguiu chegar ao gol dessa forma.

Cronologia do jogo

O Palmeiras abriu o placar aos 43 minutos com Rony, após passe de Raphael Veiga, um minuto após ele mesmo balançar as redes, mas ter o gol anulado com auxílio do VAR. Aos 26 da etapa seguinte, foi a vez de Rony retribuir o favor, tocando a bola para Raphael Veiga marcar um belo gol batendo de primeira no ângulo.

Ficha técnica
SANTOS 0 x 2 PALMEIRAS

Data: 07/10/2021
Local: Estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, em Santos (SP);
Hora: 16h (de Brasília);
Árbitro: Raphael Claus (SP);
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Daniel Luis Marques (SP);
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP).

Gols: Rony, aos 43' do primeiro tempo, e Raphael Veiga, aos 26' do segundo tempo, para o Palmeiras.

Cartões amarelos: Raniel, Madson, Felipe Jonatan (SAN), Gustavo Gómez, Zé Rafael (PAL).

Santos: João Paulo; Danilo Boza, Robson Reis (Sánchez) e Velázquez (Wagner Leonardo); Madson (Pará), Zanocelo, Marcos Guilherme (Pirani) e Felipe Jonatan; Marinho, Lucas Braga e Raniel (Ângelo). Técnico: Carille.

Palmeiras: Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan e Piquerez; Danilo, Zé Rafael (Danilo Barbosa), Raphael Veiga (Breno Lopes) e Gustavo Scarpa (Patrick de Paula); Dudu (Willian) e Rony (Deyverson). Técnico: Abel Ferreira.

Palmeiras