PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2021

Arbitragem gera discussão entre vice do Fla e ex-presidente do Atlético-MG

Atlético-MG e Flamengo pelo Campeonato Brasileiro da Série A -  Fernando Moreno/AGIF
Atlético-MG e Flamengo pelo Campeonato Brasileiro da Série A Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

15/10/2021 12h43

Classificação e Jogos

A briga pelo título do Campeonato Brasileiro, hoje mais evidente entre Atlético-MG e Flamengo, está rendendo discussão até mesmo nas redes sociais. Sérgio Sette Câmara, ex-presidente do Galo, e Lásaro Cândido, ex-vice, responderam uma publicação de Rodrigo Dunshee, vice-presidente Jurídico do Rubro-Negro, que colocou à mesa a hipótese de uma possível punição ao clube mineiro.

Na manhã de hoje (15), Dunshee foi a uma rede social e disse que aguardaria decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) sobre o relatado na súmula da partida entre Atlético-MG e Santos, na última quarta-feira.

No documento, o árbitro Paulo Roberto Alves Junior apontou que Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Atlético-MG, "desferiu chutes e socos na porta da sala VAR e proferiu os seguintes dizeres de forma ofensiva e grosseira: 'Seus ladrões, parem de roubar'".

"Quando o clube mandante não proporciona segurança para o trabalho da arbitragem, quando invadem ou tentam invadir a sala onde se pratica a arbitragem por vídeo, a consequência só pode ser uma: perda do mando de campo e punição severa dos invasores/agressores. Vamos aguardar o STJD", publicou o dirigente do Flamengo.

Ex-presidente do Galo, Sergio Sette Camara respondeu à postagem classificando o Flamengo como "clube mais ajudado em todos os tempos pela arbitragem".

"Falou o representante do clube mais ajudado em todos os tempos pela arbitragem brasileira, cuja arrogância não lhe permite enxergar nada além do próprio umbigo!"

Já Lásaro Cândido citou o ex-árbitro José Roberto Wright, lembrando a eterna polêmica quanto ao duelo entre Flamengo e Atlético-MG pela Libertadores de 1981. Na ocasião, cinco jogadores do clube mineiro foram expulsos e o Rubro-Negro acabou vencendo por W.O., avançando na competição.