PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Abel critica calendário e imprensa após novo jogo sem vitória do Palmeiras

Melhores momentos de Bahia 0 x 0 Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

13/10/2021 00h33

Classificação e Jogos

A coletiva de imprensa do técnico Abel Ferreira após o empate do Palmeiras sem gols com o Bahia foi marcada pela duras críticas ao calendário do futebol brasileiro e à ironia com a imprensa. O comandante alviverde lamentou perder Kuscevic e Gabriel Menino, lesionados, e fez menção a Renato Gaúcho, do Flamengo, ao ouvir uma pergunta que não gostou feita pelos jornalistas.

'Foi um jogo difícil para nós. Uma primeira parte muito equilibrada. É um ponto positivo, não sofrer gols sempre dá confiança à equipe. Volto a dizer que quando estamos com todo o elenco à disposição somos uma equipe fortíssima. Os rapazes hoje não tendo o maior entrosamento possível tiveram um grande espírito de sacrifício. Tivemos mais duas lesões, volto a dizer que a quantidade de jogos é insana. Este aspecto de não ter sofrido gols foi um aspecto positivo do jogo", discursou o treinador em sua primeira resposta após o fim da partida na Arena Fonte Nova.

Ao longo da partida, o Palmeiras perdeu o zagueiro Kuscevic no intervalo com um incômodo muscular. No início da etapa final foi a vez de Gabriel Menino deixar o campo por conta de uma torção no tornozelo e dar vaga a Wesley. O atacante, no entanto, acabou prejudicando a equipe ao ser expulso após levantar a perna mais do que deveria e acertar a cara do adversário.

"Não temos o melhor entrosamento, mas volto a dizer que os rapazes se esforçaram e fizeram um jogo equilibrado. É desumano o que fazem com os jogadores aqui, volto a dizer que ficamos mais sem dois jogadores. Portanto, volto a dizer que é desumano. Após a expulsão, ficou muito mais difícil", argumentou Abel, reforçando sua crítica sobre a quantidade de jogos no calendário do futebol brasileiro.

Por fim, na última pergunta da coletiva de imprensa, o treinador do Palmeiras foi questionado se houve pontos positivos em sua equipe nos últimos jogos e se é possível fazer com que os atletas voltem a assimilar suas ideias ao demonstrarem o mesmo futebol de meses passados. Na resposta, Abel ironizou os jornalistas.

"É muito boa a pergunta e vou responder de forma muito objetiva e clara: quando o Palmeiras tiver todo o elenco disponível, nós somos muito fortes e já demonstramos isso. Não podemos fechar os olhos à realidade. Tivemos mais duas lesões. Não queria terminar essa entrevista sem mandar um abraço ao meu amigo Renato Gaúcho e dizer que tenho aqui quatro nomes para quando ele for dizer os nomes dos jornalistas. Tenho aqui quatro nomes para ele. Temos que fazer um jornalismo sério e verdadeiro, seja para criticar ou não, mas precisamos dizer a verdade", encerrou o treinador do Palmeiras.

Palmeiras