PUBLICIDADE
Topo

Série B - 2021

CSA vence, encerra sequência invicta do Botafogo e faz festa com a torcida

Warley, do Botafogo, disputa bola com Lauro, do CSA, no Rei Pelé, na Série B do Brasileiro - Celio Junior/AGIF
Warley, do Botafogo, disputa bola com Lauro, do CSA, no Rei Pelé, na Série B do Brasileiro Imagem: Celio Junior/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

23/09/2021 20h57

Classificação e Jogos

Em casa e com o apoio da torcida, o CSA venceu, encerrou sequência invicta do Botafogo e deu mais um passo na tentativa de se aproximar do primeiro pelotão da Série B do Campeonato Brasileiro. O triunfo por 2 a 0 foi construído com gols de Marco Túlio, que aproveitou falha do goleiro Diego Loureiro, e Iury Castilho.

Com o resultado, o time alagoano foi a 35 pontos e chegou à oitava colocação. Já o Alvinegro permanece com 44, na terceira posição.

O Botafogo volta a campo no domingo, contra o Sampaio Corrêa, enquanto o CSA, no mesmo dia, visita o Cruzeiro.

Volta da torcida

O duelo desta noite marcou o retorno do público ao Rei Pelé. As autoridades deram o aval no decorrer desta semana, e o estádio teve 30% da capacidade liberada. Os presentes tiveram de seguir o protocolo sanitário indicado.

Torcida do CSA no Rei Pelé, no duelo com o Botafogo, pela Série B do Brasileiro - Alisson Frazao/AGIF - Alisson Frazao/AGIF
Imagem: Alisson Frazao/AGIF

Fim da sequência

A última derrota do Botafogo havia sido contra o Operário, em 12 de agosto. De lá para cá, foram sete partidas, com seis vitórias e um empate. O CSA, por sua vez, chegou ao segundo triunfo consecutivo, após bater o Londrina na última rodada.

Início "truncado"

O jogo começou com os times "truncados" e pouco conseguindo criar oportunidades. Com o apoio da torcida, o CSA buscou pressionar e aplicar uma marcação desde o campo de ataque, dificultando a saída do Botafogo. O Alvinegro, por sua vez, demonstrava erros nas tentativas de avançar em velocidade ao ataque.

O duelo, assim, ficou mais preso entre as intermediárias. As equipes também passaram a abusar um pouco das faltas, fazendo com que a partida ficasse "picotada''.

Erro lá e cá

Neste cenário meio morno, houve um minuto em que as duas torcidas seguraram a respiração. Primeiramente, após recuo, o goleiro Thiago Rodrigues errou o domínio, mas conseguiu se recuperar. No lance seguinte, Oyama errou a saía de bola e Matheus Felipe foi lançado nas costas da defesa alvinegra. Ele bateu de primeira, mas mandou pelo alto.

Animou no fim

Na reta final do primeiro tempo, o confronto ficou mais movimentado. O CSA buscou pressionar e teve boa chance com Iury, que recebeu na área e mandou por cima. Depois, foi a vez do Botafogo. Após cruzamento pelo lado direito, Diego Gonçalves subiu e, de cabeça, mandou no cantinho, mas Thiago Rodrigues fez boa defesa.

Falhas e gol

No retorno do intervalo, os times voltaram com mais energia. Logo no primeiro minuto, Chay teve a chance de abrir o placar, mas parou no goleiro Thiago Rodrigues.

Do outro lado, porém, o arqueiro fez a diferença, mas negativamente. Ao tentar sair com os pés, Diego Loureiro mandou a bola nos pés de Marco Túlio. O jogador do CSA dominou e bateu por cobertura. O camisa 29 do Botafogo ainda tentou se recuperar no lance, mas pulou atrasado e acabou encoberto, vendo a bola parar no fundo da rede.

CSA amplia

Iury Castilho, do CSA, celebra gol contra o Botafogo com companheiros e torcida - THALITA CHARGEL/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - THALITA CHARGEL/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: THALITA CHARGEL/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Logo após o gol, o Botafogo buscou uma resposta rápida, mas Thiago pegou chute de Warley. Enderson Moreira, então, fez mudanças. O Alvinegro, porém, ainda se acertava em campo quando Geovane avançou pela direita, foi à linha de fundo e cruzou para Iury Castilho fazer o segundo.

Reclamação

Na reta final do jogo, o CSA reclamou de pênalti em um lance em que o zagueiro Kanu teria tocado a bola com a mão. Heber Roberto Lopes chegou a ir à cabine do VAR, mas não viu irregularidade e o jogo seguiu.

Tentativas no fim

Nos acréscimos, o Botafogo foi para o tudo ou nada, em uma tentativa de, ao menos, diminuir o placar, mas não teve sucesso.

FICHA TÉCNICA
CSA 2 X 0 BOTAFOGO

Competição: Série B do Campeonato Brasileiro
Local: Rei Pelé, em Maceió (AL)
Dia: 23 de setembro de 2021, quinta-feira
Horário: 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Alex dos Santos (SC) e Éder Alexandre (SC)
VAR: Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos: Ernandes (CSA); Warley, Kanu (BOT)
Cartão vermelho: -
Gols: Marco Túlio, do CSA, aos 9'/2ºT; Iury Castilho, do CSA, aos 23'/2ºT

CSA: Thiago Rodrigues, Cristovam (Éverton Silva), Matheus Felipe, Lucão e Ernandes; Geovane, Yuri (Giva Santos) e Gabriel; Marco Túlio (Didira), Dellatorre (Bruno Mota) e Iury Castilho (Reinaldo). Técnico: Mozart

Botafogo: Diego Loureiro, Daniel Borges, Kanu, Gilvan e Carlinhos (Jonathan Silva); Luís Oyama, Barreto (Ricardinho) e Chay (Cesinha); Warley (Luiz Henrique), Diego Gonçalves e Rafael Navarro (Rafael Moura). Técnico: Enderson Moreira