PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Mozart enaltece grupo do Cruzeiro e classifica partida no Sul como atípica

Mozart completou três jogos pelo Cruzeiro neste fim de semana e amargou a primeira derrota pela Raposa - Igor Sales/Cruzeiro
Mozart completou três jogos pelo Cruzeiro neste fim de semana e amargou a primeira derrota pela Raposa Imagem: Igor Sales/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

19/06/2021 21h55

Classificação e Jogos

Contratado para ser o sucessor de Felipe Conceição no Cruzeiro, o técnico Mozart completou três partidas pela Raposa neste sábado (19), e experimentou o gosto da primeira derrota no comando da equipe celeste. O revés para o Operário-PR, por 2 a 1, devolveu a equipe mineira à zona de rebaixamento da Série B, mas não desanimou o novo responsável por recolocá-la nos trilhos.

"Ninguém gosta de perder, principalmente quem trabalha com futebol. É uma derrota dolorida. As trocas foram necessárias, pois estamos numa sequência grande de jogos, além de que o campo estava pesado e ainda tivemos um jogador expulso aos 28 minutos do primeiro tempo. Conseguimos controlar bem (a partida) e tomamos um gol no final. Eu não vi uma grande chance criada pelo Operário-PR", destacou o treinador.

"Até a expulsão, nós estávamos melhor do que eles. Aí se torna um jogo atípico. Defendemos bem. Temos que enaltecer o que nossos jogadores fizeram, principalmente após uma sequência tão grande de jogos", acrescentou.

Agora com três duelos pelo Cruzeiro, Mozart acumula um empate, uma vitória e uma derrota. Para o comandante da equipe estrelada, é momento de trabalhar e esquecer o que passou. Pensar no Vasco, adversário da próxima quinta-feira (24), é palavra de ordem a partir de agora.

"Queríamos voltar para BH com seis pontos na bagagem. Infelizmente voltamos só com três (vitória contra a Ponte e derrota para o Operário-PR). Encontrei um grupo totalmente dedicado e comprometido. Quero acreditar que foi um jogo atípico. Infelizmente, estes episódios acontecem. Não temos muito tempo para lamentar e nem para comemorar. O calendário é apertado. Agora é pensar no Vasco", finalizou.

Cruzeiro