PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bahia se recupera no Brasileirão e vence o Ceará com dois gols de Gilberto

Do UOL, em São Paulo

17/06/2021 17h57

Classificação e Jogos

O Bahia derrotou o Ceará por 2 a 1, hoje (17), na Arena Castelão, em Fortaleza (CE), pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Com dois gols, Gilberto foi o responsável pela virada do Tricolor de Aço depois de Saulo Mineiro abrir o placar para o Vozão.

O placar foi uma reprise da final da Copa do Nordeste há pouco mais de um mês na mesma Arena Castelão. Na ocasião, o Bahia fez 2 a 1, com gols de Rodriguinho e Gilberto, antes de se sagrar campeão na disputa por pênaltis.

Esta foi a segunda vitória do Bahia na competição. Depois de estrear com um arrasador 3 x 0 sobre o Santos, a equipe de Dado Cavalcanti empatou com o Red Bull Bragantino e perdeu em casa para o Internacional. Com isso, chegou aos sete pontos e fica na parte de cima da tabela de classificação.

Já o Ceará completa três partidas sem vitória e segue com quatro pontos, consolidando um momento ruim na temporada. O Vozão venceu o Grêmio na estreia, mas depois só somou um ponto contra a Chapecoense, fora de casa. Somadas à instabilidade estão as eliminações na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana e as derrotas nas finais do Estadual e da Copa do Nordeste.

Na próxima rodada, o Ceará jogará fora de casa para tentar a reabilitação. A equipe de Guto Ferreira encara o Internacional no domingo (20), às 16h, no Beira-Rio. No mesmo dia e horário, o Bahia recebe o Corinthians no estádio Pituaçu.

Novo ataque do Ceará

O Ceará teve uma nova dupla de ataque no time titular. Saulo Mineiro foi escalado entre os 11 iniciais e teve Mendoza como companheiro. O colombiano, de volta após cumprir suspensão e se recuperar de contusão, teve a primeira chance de gol aos 15 minutos. Pelo lado direito da área, ele se livrou da marcação do adversário e chutou forte no ângulo, obrigando o goleiro Matheus Teixeira a mandar a bola para escanteio.

Arrancada de aniversariante para o gol

Provando que a nova parceria ofensiva poderia dar certo, Saulo Mineiro também fez sua parte. Usou uma velocidade atípica para um jogador de seu tamanho para abrir o placar aos 16 minutos. Ele recebeu passe no meio-campo, girou em cima de Luiz Otávio e arrancou até a área. Na hora de concluir, um chute forte, rasteiro e cruzado para fazer o primeiro gol do Ceará no dia em que comemora aniversário de 24 anos.

VAR leva Bahia ao empate

A partida seguiu equilibrada e sem grandes chances de gol. Até que uma intervenção do VAR provocou a marcação de um pênalti a favor do Bahia. No lance, em cobrança de falta da intermediária, Gabriel Dias puxou o braço de Luiz Otávio enquanto a bola viajava para a área. Na cobrança, Gilberto foi certeiro no canto direito para empatar o jogo aos 31 minutos.

Gilberto vira artilheiro

Quatro minutos depois, Gilberto voltou a marcar, isolando-se como artilheiro do Brasileirão, com quatro gols. A jogada pelo lado esquerdo foi bem tramada e executada. Thaciano segurou a bola na entrada da área e esperou a passagem de Matheus Bahia para fazer o passe. O lateral cruzou para trás e encontrou Gilberto, que bateu de primeira no canto direito. Gilberto já havia marcado duas vezes também no duelo contra o Red Bull Bragantino, que terminou empatado por 3 a 3 na segunda rodada.

Monotonia na etapa final

O segundo tempo teve um início morno, com ambas as equipes se estudando, até que o Bahia assustou pela primeira vez. Em uma saída errada de Matheus Teixeira, a bola foi interceptada por Patrick de Lucca, que tocou de primeira para Thaciano. O meia ajeitou para Thonny Anderson, mas o chute de primeira saiu por cima do gol aos 18 minutos.

Confusão após VAR anular pênalti

Precisando do gol, o Ceará tentava pressionar na base do toque de bola. E em um desses lances, Jorginho passou pelo adversário e se jogou para tentar cavar pênalti aos 20 minutos. A sequência da jogada teve gol de Gabriel Dias, mas o árbitro Marcelo de Lima Henrique havia assinalado a penalidade anteriormente. O VAR pediu a revisão, e o pênalti acabou anulado, o que revoltou os jogadores do Ceará.

Bahia quebra tabu

O resultado acabou com uma sequência de insucessos do Bahia diante do Ceará no Campeonato Brasileiro, já que o último triunfo tricolor havia acontecido na edição de 2018. Depois disso, foram registradas três vitórias do Vozão e um empate. Essa foi também a segunda vitória seguida do Bahia nos confrontos diretos. Em maio, o time de Dado Cavalcanti fez 2 a 1 no mesmo Castelão pela final da Copa do Nordeste e conquistou o título na disputa por pênaltis.

FICHA TÉCNICA:

CEARÁ 1 x 2 BAHIA
Motivo: 4ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 17 de junho de 2021 (quinta-feira)
Horário: 16h (horário de Brasília)
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes (RO)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Cartões amarelos: Mendoza, Jorginho e Bruno Pacheco (Ceará); Jonas, Edson, Maycon Douglas e Thonny Anderson (Bahia)
Gols: Saulo Mineiro, aos 16min do primeiro tempo (Ceará); Gilberto, aos 31 e aos 34min do primeiro tempo (Bahia)

CEARÁ: Vinícius; Gabriel Dias (Charles), Klaus, Messias e Bruno Pacheco; Oliveira (Marlon), Fernando Sobral e Jorginho (Vina), Lima; Mendoza (Hélio) e Saulo Mineiro. Técnico: Guto Ferreira

BAHIA: Matheus Teixeira; Renan Guedes, Luiz Otávio, Juninho e Matheus Bahia; Jonas (Patrick de Lucca), Daniel (Edson) e Thaciano (Lucas Araújo); Rossi (Oscar Ruiz), Gilberto (Maycon Douglas) e Thonny Anderson. Técnico: Dado Cavalcanti

Futebol