PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2021

Ceará e Bahia voltam a duelar: o que mudou desde final e briga generalizada

Final da Copa do Nordeste terminou em briga generalizada entre jogadores de Bahia e Ceará - DANIEL GALBER/UAI FOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Final da Copa do Nordeste terminou em briga generalizada entre jogadores de Bahia e Ceará Imagem: DANIEL GALBER/UAI FOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

17/06/2021 12h24

Classificação e Jogos

Cada vez mais acirrada nos últimos anos, a rivalidade nordestina entre Ceará e Bahia volta a ser testada na tarde de hoje (17), às 16h (de Brasília), quando os times se enfrentam pela quarta rodada do Brasileirão, no Castelão. Quarenta dias se passaram desde a decisão da Copa do Nordeste, que teve briga generalizada e o time baiano como campeão neste mesmo palco.

O título recente do Bahia foi uma revanche à conquista Ceará, que havia ficado com a taça em 2020 em decisão justamente contra o Tricolor. Os encontros recentes intensificaram a rivalidade entre as equipes, resultando inclusive em uma briga generalizada no fim da última decisão. Cinco atletas acabaram expulsos: Jael, Gabriel Dias e Mendoza, do Ceará, e Daniel e Juninho, do Bahia.

"A rivalidade está maior, mas não por causa da confusão, e sim por tudo que os dois clubes vem fazendo, se estruturando. A rivalidade acontece e é grande por isso. Não por causa da confusão", disse Juninho.

Desde então, Ceará e Bahia mantiveram seus técnicos — Guto Ferreira e Dado Cavalcanti —, mas trilharam alguns caminhos diferentes. O time cearense, por exemplo, vive momento de instabilidade depois de dar adeus à Copa Sul-Americana e à Copa do Brasil e ainda perder o Estadual para o Fortaleza. Já a equipe baiana, apesar de também ter caído no campeonato continental, segue viva no torneio nacional e em situação mais tranquila que o rival.

No Campeonato Brasileiro, o desempenho até aqui é praticamente idêntico: quatro pontos cada em três jogos disputados. O Ceará começou batendo o Grêmio, foi superado pelo Santos e ficou no 0 a 0 com a Chapecoense na última rodada. Já o Bahia estreou com vitória sobre o Santos, empatou com o Red Bull Bragantino e perdeu para o Internacional.

Alguns dos 'brigões' em campo

Entre os brigões expulsos na decisão da Copa do Nordeste, três deles têm presença garantida hoje. Gabriel Dias, no Ceará, e Juninho, Daniel, no Bahia. Jael está afastado por covid, enquanto Mendoza volta depois de lesão e punição, mas ainda deve ficar no banco. Já Nino Paraíba segue suspenso e ainda é desfalque.

Dado, aliás, deve fazer alterações em relação ao time que enfrentou o Inter. "Acho muito difícil repetir escalação. A nossa queda de performance é sim associada a número de jogos. Temos rodado pouco o elenco. Estamos com batida muito pesada, repetindo escalações. Tenho que ter muita atenção a isso porque daqui a pouco vamos perder jogos e jogadores ao mesmo tempo. Vão para campo aqueles que estiverem melhor no momento", esclareceu.