PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Abel elogia Deyverson e mostra lealdade a time: "Defendo até a morte"

Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, durante partida contra o Juventude  - Pedro H. Tesch/AGIF
Abel Ferreira, técnico do Palmeiras, durante partida contra o Juventude Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Do UOL

Em São Paulo

17/06/2021 00h52

Classificação e Jogos

O técnico Abel Ferreira perdeu um pouco do ar de abatimento que o acompanhava já há um tempo após os jogos do Palmeiras. Novamente altivo e em seu natural um tom acima, o português fez um discurso de lealdade em defesa de seus jogadores após a vitória do Palmeiras por 3 a 0 sobre o Juventude, em Caxias do Sul, pelo Brasileirão.

"Scarpa, Veiga, Zé são nossos jogadores. E os meus jogadores são os melhores do mundo. Não outros. Os meus! Meus filhos são os melhores do mundo porque são meus. Meus pais? Meus jogadores, para fora, eu defendo até a morte. Lá dentro faço o que tiver que fazer para ele melhorarem! É assim que funciona", bradou, enérgico.

O técnico elogiou muito o empenho de seus jogadores, em especial Zé Rafael e Deyverson.

"É importante ver o empenho para lutar. O Zé é um campeoníssimo. Hoje foi preciso jogar de 5 [volante], e ajudou a equipe, foi bravo. Jogadores assim têm lugar no meu plantel", afirmou.

Sobre Deyverson, Abel também falou sobre a entrega do atleta em campo.

"Ele tem algo que, para mim, é obrigatório em um jogador: dar tudo dentro de campo, lutar, sofrer. E tem o que nossos outros centroavantes não têm, que é um jogo aéreo fortíssimo, que nos traz mais opções", disse.

Outro a receber elogios foi Felipe Melo. Recuado para a zaga após lesão de Luan, ele fez boa partida.

"Felipe Melo disse que está aqui para servir o Palmeiras, fazer o que for melhor para a equipe. Ele jogou muito bem [na zaga]. Liderou a defesa, fez grandes coberturas. Gostei muito de ver", disse ele.

Futebol