PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Posse de Bola #128: São Paulo acaba com jejum. Fla, Grêmio e Galo campeões

Do UOL, em São Paulo

24/05/2021 12h09

Classificação e Jogos

O São Paulo encerrou um incômodo jejum de nove anos sem títulos e 16 desde o último Campeonato Paulista vencido ao derrotar o Palmeiras por 2 a 0 na decisão do estadual sob o comando de Hernán Crespo, na primeira competição com o técnico argentino, que faz parte das mudanças promovidas no clube na atual temporada, que também marcou a volta de Muricy Ramalho, desta vez como dirigente.

No podcast Posse de Bola #128, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam a conquista do São Paulo, a atuação na final diante do Palmeiras, a postura de Abel Ferreira durante e depois do jogo, na entrevista coletiva, além dos outros estaduais, com o Flamengo campeão carioca, o Grêmio campeão gaúcho, o Atlético-MG campeão mineiro e o Fortaleza campeão cearense, bem como o anúncio de Sylvinho como novo técnico do Corinthians.

Em sua análise da conquista do título do São Paulo, Arnaldo Ribeiro afirma que o principal símbolo é o técnico argentino Hernán Crespo, pela forma como conseguiu organizar a equipe com pouco tempo no comando e potencializar o futebol de jogadores, desde os mais experientes, como Miranda, até os mais jovens, oriundos das categorias de base, como o volante Luan, autor do primeiro gol na partida de ontem (23) no Morumbi.

"O Hernán Crespo é a marca desse time, claro que tem figuras simbólicas, o Juca citou a mais representativa delas, o Muricy Ramalho, que é o maior são-paulino vivo e é fato, então tem essa situação, a sinergia, o entrosamento entre o Crespo, o Muricy talvez de forma palpável traduzidos pelo esquema de três zagueiros que eles gostam tanto, um, outro e o torcedor do São Paulo, mas a questão do dia a dia, do envolvimento, da maratona, do caráter que o time adquiriu, o caráter diferente que ele tinha antes, é muito do treinador, é de quem dá o tom", diz Arnaldo.

"Teve gol do Luciano, gol do Luan, teve moleques de Cotia, teve os experientes, teve Miranda levantando a taça, teve Hernanes ajudando a levantar a taça, Daniel Alves emocionado como uma criança, teve todos esses personagens, mas o cara mais importante é o treinador, quando vence também. Quando perde, ele tem essa parcela maior, e quando ele ganha também, tem o contraponto. Quando o cara aceita dirigir um clube grande, está no pacote o céu ou o inferno", completa.

O jornalista destaca a forma como o São Paulo treinado por Crespo conseguiu superar adversidades, como o desfalque de Luciano e as perdas de Daniel Alves e Benítez já na primeira partida, e a vantagem no duelo tático travado com o português Abel Ferreira.

"Crespo merece todos os elogios, acho que os primeiros meses de trabalho dele são irrepreensíveis em todos os aspectos, ele potencializou o elenco do São Paulo, ele parece sempre fazer a alteração certa, o jogador que vem da reserva sempre está bem preparado e acho que nessa final, porque daí você coloca frente a frente dois times poderosos, com elencos poderosos, um duelo tático poderoso e tudo o mais, o Crespo foi muito bem diante do Abel no confronto em que ele precisava vencer", diz Arnaldo.

"O time dele estava preparado, se mostrou preparado para toda adversidade, não perdeu o controle emocional, não perdeu a pegada e não perdeu o desejo de vencer. Acho que nesse duelo, um duelo de estrangeiros, um estrangeiro mais recente, o Crespo foi superior em todos os aspectos, não só no campo mas também na postura. Ele é o grande vencedor desse campeonato", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL