PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Superliga: Real e Barça ganhariam R$ 396 milhões a mais que outros clubes

Símbolos de Barcelona, Real Madrid, Liverpool e Barcelona - Visionhaus
Símbolos de Barcelona, Real Madrid, Liverpool e Barcelona Imagem: Visionhaus

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

23/04/2021 12h01

Após o projeto da Superliga ruir com a desistência de nove dos 12 fundadores, a revista alemã Der Spiegel revelou hoje (23) que Real Madrid e Barcelona ganhariam 60 milhões de euros, cerca de R$ 396 milhões, a mais que o restante dos clubes nas duas primeiras temporadas da competição.

A reportagem teve acesso aos documentos do torneio. Em um parágrafo, o texto diz: "A Barcelona e Real Madrid serão pagos o montante adicional de 60 milhões de euros cada, pagos em duas parcelas iguais (como primeiro passo da distribuição da Net Media Revenues correspondente às primeiras duas temporadas da Superliga)".

Trecho do documento - Reprodução - Reprodução
Trecho do contrato da Superliga, revelado pela revista Der Spiegel
Imagem: Reprodução

Outro detalhe é em relação aos direitos de transmissão. O contrato dá a cada clube membro da Superliga o direito de transmitir ao menos quatro jogos da primeira fase do torneio em suas plataformas próprias de forma exclusiva, sem veiculação em outro canal de TV ou plataforma de streaming.

Trecho do documento - Reprodução - Reprodução
Trecho do contrato da Superliga, revelado pela revista Der Spiegel
Imagem: Reprodução

Anunciada no último domingo, a Superliga tumultuou o futebol europeu, rendeu protestos ao longo da semana e praticamente se desfez com as desistências de Liverpool, Arsenal, Tottenham, Manchester City, Manchester United, Chelsea, Inter de Milão, Milan e Atlético de Madri. Apenas Juventus, Real Madrid e Barcelona seguem defendendo a iniciativa oficialmente.

Esporte