PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Holán reclama de faltas do Botafogo-SP e vê chance para santistas crescerem

Ariel Holan, técnico do Santos, no jogo contra o Ituano - Ivan Storti/Santos FC
Ariel Holan, técnico do Santos, no jogo contra o Ituano Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Do UOL, em São Paulo

11/04/2021 02h16

O técnico Ariel Holán precisou escalar uma equipe reserva do Santos para enfrentar o Botafogo-SP, ontem (10), na Vila Belmiro, pelo Campeonato Paulista. E apesar de o empate sem gols não ter sido satisfatório, ele gostou da oportunidade aproveitada por muitos jogadores para ganhar rodagem em campo.

"O positivo é que muitos jogadores que há muito tempo não jogavam puderam atuar sem problemas físicos. Teve a lesão traumática do Balieiro, mas, em geral, todos terminaram bem o jogo, isso é muito importante", comentou o treinador, que gostou do desempenho de seu time, mas entendeu que o adversário exagerou na marcação.

"Creio que o time teve a posse de bola e foi crescendo, dominando o rival. Sofremos muitas faltas, algumas muito agressivas. Eles cortavam o jogo com infração e era difícil dar continuidade ao jogo. Por isso, acho que o time fez um bom jogo com a bola e faltou desenvolver um pouco mais nos últimos metros do campo."

Entre os jovens que entraram em campo, o destaque foi Ângelo, que já vem sendo bastante aproveitado no time principal e marcou seu primeiro gol na vitória sobre o San Lorenzo na terça-feira passada (6). O lateral Jhonnathan, o volante Kevin Malthus, o atacante Allanzinho foram outros novatos do time.

"É positivo seguir somando experiência para muitos jovens que não jogam habitualmente na equipe e vão crescendo. Não podemos esquecer que são jovens. E também é importante para jogadores de experiência como Luiz Felipe, que fez uma partida muito boa", explicou Holán.

Com o empate, o Santos chegou a seis pontos e ocupa a vice-liderança do Grupo D do Paulistão. A próxima partida do time pelo Estadual será na na sexta-feira (16), contra a Ponte Preta, em Campinas (SP). Antes disso, jogará na terça (13), em Brasília (DF), contra o San Lorenzo, pela Libertadores. Como venceu o confronto de ida por 3 a 1, e existe a regra do gol fora de casa, o Alvinegro pode até perder por 2 a 0, que mesmo assim se classifica para a fase de grupos.

Futebol