PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Entenda por que Luan 'venceu' Vitor Hugo e refez dupla do deca no Palmeiras

Luan marca Jô durante jogo do Paulistão - ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO
Luan marca Jô durante jogo do Paulistão Imagem: ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO

Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

06/08/2020 13h10

Sem Felipe Melo, machucado, Vanderlei Luxemburgo optou por escalar Luan ao lado de Gustavo Gómez, quarta (5), na Arena Corinthians. O zagueiro teve atuação elogiada no Dérbi sem gols pela primeira final do Campeonato Paulista, repetindo a dupla que conquistou o título brasileiro de 2018 e bateu recordes em 2019. Para isso, venceu uma 'disputa' com Vitor Hugo.

O camisa 4 foi o titular no Dérbi do dia 22 de julho, ao lado de Felipe Melo, e fez um bom jogo - Luan na ocasião era o reserva. As diferentes escolhas estão nas funções dos dois: Vitor é canhoto, portanto é a primeira opção no banco para atuar no lado esquerdo da defesa, enquanto Luan, destro, é o suplente para a vaga do outro lado.

Siga o UOL Esporte no

Gómez também é destro, mas desde Luiz Felipe Scolari joga a maior parte do tempo pelo lado esquerdo da defesa. Quando ficou fora diante do impasse para acertar sua renovação, o natural era a entrada de Vitor Hugo, que atuou também contra o Água Santa. Depois de firmar o novo contrato, o paraguaio retomou a titularidade no mata-mata do Paulistão.

Enquanto Felipe está em tratamento intensivo para se recuperar de uma pequena lesão na coxa esquerda, Vanderlei Luxemburgo até poderia inverter o lado de Gómez para jogar com Vitor, mas isto significaria mais mexidas em pouco tempo no setor que já teria a troca dos laterais: Viña, recuperado de concussão, entrou no lugar de Diogo Barbosa.

Além disso, Luan e Gustavo Gómez possuem ótimos números juntos: em 42 partidas, venceram 26, empataram 11 e perderam apenas cinco, com 19 gols sofridos - média de 0,45 gol/jogo. Em 2019, o Palmeiras chegou a 1081 sem ser vazado tendo os dois como titulares. É a segunda melhor marca da história do clube, atrás apenas de Márcio e Vagner Bacharel - 1148 minutos, em 1987. Estes números não levam em conta acréscimos.

Contra o Corinthians, exceto por um erro de posicionamento da linha de defesa na chance de Ramiro, ainda no primeiro tempo, o Verdão teve atuação segura, com Gómez responsável por acompanhar Jô ao longo do clássico. "Gostei muito também da presença do Luan, sóbrio, tranquilo, sem sustos", elogiou Luxemburgo.

A dupla de zaga, porém, ainda pode mudar para o jogo de sábado, no Allianz Parque, que decide o título paulista. Isto porque Felipe Melo tenta se recuperar a tempo de retomar sua vaga e a tarja de capitão. Caso isso ocorra, Luan voltará para o banco.

Palmeiras