PUBLICIDADE
Topo

Segundo B.O, ex-meia foi preso com dinheiro e cheque de mais de R$ 8 mil

Piá em ação pela Ponte Preta na temporada 2003 - Jorge Araújo/Folhapress
Piá em ação pela Ponte Preta na temporada 2003 Imagem: Jorge Araújo/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

24/05/2020 11h07

O boletim de ocorrência registrado ontem (23) contra o ex-jogador de futebol Piá diz que ele e outro suspeito foram detidos com dinheiro e folha de cheque de mais de R$ 8 mil furtados de envelopes de depósitos de caixas eletrônicos de dois bancos de Cordeirópolis, interior de São Paulo. O ex-meia de Corinthians, Ponte, Santos e outros clubes continua preso em Limeira (SP) e deve passar por audiência de custódia online hoje (24).

A informação do boletim de ocorrência foi inicialmente dada pela EPTV, afiliada da Rede Globo na região de Campinas e confirmada pelo UOL junto à Polícia Civil.

Segundo informações do Boletim de Ocorrência registrado por furto contra o ex-jogador e outro homem que estava junto com Piá, os dois foram monitorados por câmeras de segurança de duas agências bancárias de Cordeirópolis e a Guarda Municipal foi até o local.

De acordo com o documento, o ex-jogador e o outro suspeito foram detidos com R$ 143 em dinheiro e cheque no valor de R$ 8.386,77 que estavam em envelopes para depósitos nos caixas eletrônicos das agências bancárias.

Piá está preso na Delegacia Seccional de Limeira desde ontem, quando foi detido em Cordeirópolis. A audiência de custódia do ex-jogador está marcada para hoje, sem horário previsto. A audiência acontecerá de forma online devido à pandemia do novo coronavírus, não há um horário determinado para que ela aconteça.

A reportagem tentou contato com pessoa ligada ao ex-atleta, mas ainda não teve retorno.

Essa não é a primeira vez que o ex-jogador é detido acusado desse tipo de crime. A primeira prisão, que durou 21 dias, é de 2014, após ser indiciado por tentativa de furto em um caixa eletrônico de Campinas. Em abril de 2015, Piá foi preso em flagrante em Americana cometendo o mesmo delito. Quatro meses depois, foi pego tentando "pescar" envelopes em um banco de Bauru.

Futebol