PUBLICIDADE
Topo

Reunião termina sem acordo, mas tendência é de Fred rescindir com Cruzeiro

Altos salários e dívida do Cruzeiro com Fred afastam permanência do jogador para a temporada de 2020 - Fernando Moreno/AGIF
Altos salários e dívida do Cruzeiro com Fred afastam permanência do jogador para a temporada de 2020 Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

20/01/2020 16h41

A reunião entre a diretoria do Cruzeiro, o jogador Fred e seu empresário terminou sem um desfecho. Apesar da tendência cada vez mais real de uma rescisão de contrato, as duas partes ainda irão se reunir nos próximos dias para tentar colocar um ponto final no assunto.

O principal entrave que impede uma saída amigável de Fred do Cruzeiro é o fato de a negociação envolver uma alta dívida do clube mineiro com o atacante. Além disso, mesmo se Fred aceitasse fazer uma readequação salarial nesta temporada, seus vencimentos mensais ainda seriam altos demais para a diretoria celeste pagar.

Sem um acordo, Fred deverá voltar a treinar com o elenco do Cruzeiro, mas não será aproveitado dentro de campo. Enquanto isso, o Fluminense acompanha de perto o desenrolar da história. Não é segredo que o clube carioca tem interesse em repatriar o ídolo Fred e que pretende conversar com o atleta se a rescisão com o Cruzeiro acontecer.

A diretoria do Cruzeiro tem pressa para resolver a situação de Fred e também de outros jogadores que ainda possuem o futuro indefinido. Afinal, em algumas semanas, o mês de fevereiro chegará com uma nova necessidade de pagar os salários dos atletas. A intenção da cúpula era de encerrar todas as pendências até a semana passada. Como isso não foi possível, o novo prazo estabelecido foi até a próxima quarta-feira, quando o Cruzeiro faz seu primeiro jogo na temporada, recebendo o Boa Esporte no Mineirão.

Cruzeiro