PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2019


Fortaleza vence Bahia e se consolida como melhor nordestino do país em 2019

Do UOL, em São Paulo

08/12/2019 17h56

Classificação e Jogos

Empurrado por mais de 52 mil torcedores num belíssimo e lotado Castelão nesta última rodada do Campeonato Brasileiro, o Fortaleza venceu o Bahia por 2 a 1 no fim de tarde de hoje (8), na capital cearense, e se consolidou como principal força nordestina do futebol nacional em 2019. Os comandados de Rogério Ceni já haviam vencido a Copa do Nordeste no primeiro semestre.

Nono colocado no Brasileirão, o Fortaleza vê o Bahia terminar em 13º lugar. O arquirrival Ceará escapou do rebaixamento nesta última rodada e ficou assim com a 16ª colocação. O alagoano CSA, por sua vez, cai para a Série B na 18º posição.

O Fortaleza, que chegou a flertar com o sonho da Libertadores nesta reta final de Brasileirão, festeja uma classificação inédita para a Copa Sul-Americana sob gritos de "Fica, Ceni" pela torcida do Leão. É um prêmio e tanto para quem passou boa parte do campeonato lutando contra a zona de rebaixamento e termina a temporada a apenas três pontos do G8.

O Bahia também conseguiu vaga na Sul-Americana, mas a recebe com certa frustração. Há apenas dois meses, o time de Roger Machado estava na zona de classificação para a Libertadores. Desde então, porém, a equipe entrou em crise de resultados que culminou com um modesto 11º lugar na tabela final do Brasileirão.

Agora de férias, Fortaleza e Bahia voltam a jogar (inclusive como adversários) já mês que vem. Além de seus respectivos estaduais, os Tricolores estão também confirmados na próxima edição da Copa do Nordeste, cujo atual campeão, inclusive, é o Fortaleza.

Os melhores: goleiros fazem milagres

Felipe Alves, do Fortaleza, e Douglas Friedrich, do Bahia, se destacaram positivamente num jogo de poucos destaques individuais. Os goleiros protagonizaram milagres e não tiveram culpa nos gols.

Felipe Alves fez duas grandes defesas em chutes fortes e à queima-roupa de Gilberto e Élber; já Douglas Friedrich, com o pé, impediu gol inacreditavelmente perdido por Kieza também em chute de curta distância.

O pior: artilheiro Gilberto decepciona

Terceiro principal artilheiro do Brasileirão atrás apenas dos "super goleadores" flamenguistas Gabriel (25) e Bruno Henrique (21), Gilberto perdeu gol inacreditável cara a cara com Felipe Alves quando o Bahia ainda perdia o jogo. No segundo tempo, protagonizou lance bisonho: cabeceou para trás após lançamento de Artur.

Fortaleza

O Fortaleza do técnico Rogério Ceni soube controlar o jogo e aproveitou seus momentos de superioridade em ambas as etapas. O treinador fez substituição providencial ao sacar Edinho e para a entrada de Tinga, autor do gol da vitória.

Bahia

O Bahia também teve seus momentos de superioridade na partida, mas, diferente do Fortaleza, não soube aproveitá-los. A equipe de Roger Machado, escalada sem meio-campistas armadores, teve muita dificuldade justamente na criação de jogadas.

Cronologia do jogo

Empurrado por dezenas de milhares de animados torcedores no Castelão, o Fortaleza começou pressionando e foi recompensado com gol de Osvaldo logo aos 12 minutos. Gabriel Dias cruzou da direita, a bola atravessou a grande área e foi cabeceada pelo atacante do Leão já praticamente junta à trave direita do goleiro Douglas.

O Bahia cresceu na partida imediatamente após levar o gol. Aos 32 minutos, chegou ao gol de empate em cobrança de falta de Artur. O atacante bateu forte e contou com desvio na barreira para enganar o goleiro Felipe Alves e estufar as redes.

Num segundo tempo ainda mais equilibrado do que a etapa inicial, levou a melhor o Fortaleza graças a gol de Tinga. Aos 32 minutos, o lateral escalado como meio-campista aproveitou cruzamento de Gabriel Dias, autor de duas assistências, para sacramentar a vitória cearense no confronto nordestino da rodada.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 2 X 1 BAHIA

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 8 de dezembro de 2019 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)
Público/renda: 52.552 pagantes / R$ 875.696
Cartões amarelos: Carlinhos, Gabriel Dias e Rogério Ceni (Fortaleza); Shaylon (Bahia)

Gols: Osvaldo, aos 12 minutos, e Artur, aos 32 minutos do primeiro tempo; Tinga, aos 32 minutos do segundo tempo.

FORTALEZA
Felipe Alves, Gabriel Dias, Quintero, Bruno Melo e Carlinhos; Felipe, Araruna e Edinho (Tinga); Osvaldo (Matheus Alessandro), Romarinho (Kieza) e Wellington Paulista. Técnico: Rogério Ceni.

BAHIA
Douglas Friedrich, Nino Paraíba, Wanderson, Juninho e Moisés; Gregore, João Pedro (Lucca) e Ronaldo; Artur (Shaylon), Élber e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

Errata: o texto foi atualizado
Foi informado incorretamente que o Fortaleza teria ficado quatro pontos atrás do G-8. Na verdade, foram três pontos.
Foi informado incorretamente que o Bahia teria terminado em 12º. A equipe ficou na 11ª posição.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.