Topo

Brasileirão - 2019


Palmeiras busca empate contra Athletico, mas vê Flamengo abrir 10 pontos

Do UOL, em São Paulo

20/10/2019 20h53

O Palmeiras saiu atrás na Arena da Baixada e buscou um empate por 1 a 1 com o Athletico-PR ainda no primeiro tempo, mas o resultado não foi bom na briga pelo título. O time paulista viu o Flamengo, que venceu o clássico por 2 a 0 contra o Fluminense mais cedo, abrir dez pontos na liderança do Campeonato Brasileiro. Marcelo Cirino abriu o placar para o Furacão, enquanto Deyverson marcou para o Verdão.

Agora, o Flamengo lidera com 64 pontos, enquanto o Palmeiras aparece em segundo com 54. Já o Athletico, que está classificado para a Libertadores graças ao título da Copa do Brasil, está na nona colocação, com 39 pontos.

Os times voltam a campo no próximo domingo (27). O Athletico recebe o Goiás, novamente na Arena da Baixada, enquanto o Palmeiras visita o Avaí na Ressacada.

Cronologia do jogo

Aos 6 minutos, o Athletico abriu o placar com Marcelo Cirino, de cabeça, aproveitando ótimo cruzamento de Adriano na segunda trave. O Palmeiras empatou aos 40 minutos, quando Deyverson se antecipou à zaga e completou cruzamento rasteiro de Willian para as redes.

Quem foi bem: Marcelo Cirino

O jogo não teve um grande destaque individual, mas o atacante do Athletico foi um dos jogadores mais perigosos da partida. Ao lado de Rony, ele colocou muita velocidade para cima da zaga do Palmeiras e levou perigo, além de ajudar bem na marcação e abrir o placar com oportunismo, cabeceando um cruzamento certeiro de Adriano.

Quem foi mal: Zé Rafael

O camisa 8 jogou aberto pela esquerda com a missão de ajudar Diogo Barbosa na marcação e acelerar na frente, mas não conseguiu fazer bem nenhuma das tarefas. Vacilou na cobertura do lateral e só assistiu a Marcelo Cirino entrar sozinho na área para fazer o gol. No ataque, foi o jogador mais apagado do Verdão. Acabou substituído por Lucas Lima no segundo tempo.

Deyverson volta a marcar após quatro meses

Mantido na equipe titular por Mano Menezes, Deyverson correspondeu com bola na rede. O jogador foi o principal foco do ataque alviverde, que usou bastante o pivô do centroavante para dar sequência às jogadas. Também mostrou a disposição de sempre para atrapalhar a saída de bola rival. O jejum acabou aos 40min do primeiro tempo, quando o camisa 16 se antecipou a Thiago Heleno e desviou de primeira um cruzamento rasteiro de Willian. O último gol de Deyverson havia sido em 13 de junho, contra o Avaí.

O jogo do Athletico: toque de bola e pressão

O time da casa mostrou a qualidade de sempre no toque de bola e conseguiu construir jogadas de trás mesmo quando o Palmeiras subia a marcação. O gol cedo de Marcelo Cirino deixou o Athletico confortável, e a equipe rodou bem a bola até ameaçar com cruzamentos. Em um deles, Marco Ruben cabeceou com perigo para fora aos 30min. Pressionando bem a bola, o Furacão ainda dificultou a construção do Palmeiras, mas deixou alguns espaços no contra-ataque.

O jogo do Palmeiras: pivô e ataques diretos

Se Mano Menezes tem tentado aplicar um estilo de mais posse de bola e troca de passes no Palmeiras, este não foi o jogo para mostrar isso. Com Deyverson no comando do ataque e Willian por dentro, encostando no centroavante, o time voltou a ter uma proposta de jogo mais direto, em um 4-4-2. Acionou muito o pivô e ameaçou em contragolpes rápidos, em uma postura mais parecida com a que praticava com o antecessor Felipão. Deyverson e Dudu finalizaram para fora em lances perigosos, antes de Willian disparar pela direita e cruzar na medida para Deyverson marcar.

Gómez leva amarelo por reclamação e vira desfalque

O zagueiro paraguaio do Palmeiras ficou enfurecido ao levar uma entrada forte de Bruno Guimarães no primeiro tempo, depois da qual o árbitro Ricardo Marques Ribeiro não deu cartão. Gómez reclamou muito com o juiz, mostrando até a marca deixada em sua perna, e acabou levando amarelo. Ele estava pendurado e será desfalque para o jogo do Verdão contra o Avaí, domingo (27), na Ressacada.

Palmeiras termina o jogo com Luan na lateral

O Palmeiras poupou o titular Marcos Rocha da viagem a Curitiba e levou apenas Jean para a lateral direita, mas o camisa 17 sentiu cãibras no segundo tempo e não conseguiu terminar a partida. Sem opções no banco de reservas, já que Mayke ainda não foi relacionado após se recuperar de cirurgia, Mano Menezes teve que colocar em campo o zagueiro Luan improvisado na lateral.

Santos sente no aquecimento e dá lugar a Léo

O goleiro Santos, recentemente convocado à seleção brasileira por Tite, seria titular do Athletico, mas sentiu um problema no aquecimento e acabou sendo cortado de última hora da partida. Seu substituto foi Léo.

FICHA TÉCNICA

Athletico-PR 1 x 1 Palmeiras

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 20 de outubro de 2019 (domingo)
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Gols: Marcelo Cirino, aos 6, e Deyverson, aos 40 minutos do primeiro tempo
Cartões amarelos: Thiago Heleno (Athletico); Gustavo Gómez e Bruno Henrique (Palmeiras)

Athletico: Léo; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano; Wellington, Bruno Guimarães e Bruno Nazário (Léo Cittadini); Marcelo Cirino (Pedrinho), Rony e Marco Ruben (Thonny Anderson). Técnico: Tiago Nunes

Palmeiras: Weverton; Jean (Luan), Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Dudu e Zé Rafael (Lucas Lima); Willian (Raphael Veiga) e Deyverson. Técnico: Mano Menezes