Topo

Palmeiras empata com Atlético-MG em casa e vê Fla abrir 5 pontos na ponta

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

06/10/2019 17h56

O Palmeiras viu o Flamengo abrir vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro. Hoje (6), no Allianz Parque, mesmo com o apoio da torcida, o Alviverde empatou por 1 a 1 com o Atlético-MG. Mais efetivo, o Galo abriu o placar ainda no primeiro tempo com Nathan, os anfitriões igualaram com Dudu no segundo tempo. Na "era Mano Menezes", o Alviverde mantém a invencibilidade em sete partidas (dois empates e cinco vitórias). Vale destacar que o treinador cumpriu suspensão hoje e Sidnei Lobo ficou no banco de reservas.

Agora, o time paulista passou a somar 47 pontos na segunda posição na tabela, cinco atrás do Flamengo. Os mineiros permanecem no pelotão intermediário, com 31 pontos. Na próxima rodada, o Palmeiras disputa o clássico com o Santos, na quarta-feira (9), na Vila Belmiro. O confronto pode ajudar a definir o rumo das duas equipes, que disputam as primeiras colocações na tabela do nacional. Já o Atlético-MG encara o líder Flamengo, fora de casa, na quinta-feira (10).

Após bela jogada, Nathan colocou o Galo em vantagem no finalzinho do primeiro tempo. O Palmeiras até tentou se recuperar na etapa complementar e igualou com Dudu.

Mudança no banco

Curiosamente, Mano Menezes foi um desfalque. O treinador cumpriu suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo. O time foi comandado à beira do campo pelo auxiliar Sidnei Lobo. Do elenco de atletas, Mayke e Ramires, por problemas médicos, ficaram fora do duelo.

Novidades

O Palmeiras foi para campo com duas novidades em relação aos últimos confrontos. Lucas Lima e Borja ganharam uma chance para começar o duelo entre os 11 titulares do Alviverde.

Cronologia do jogo

Apesar de o Palmeiras ter mais volume e buscar mais o gol, o duelo estava equilibrado nos primeiros instantes. O Atlético-MG chegou a dar trabalho em contragolpes e na bola parada. Otero cobrou falta de muito longe e deu trabalho para Weverton fazer a defesa, aos 9 minutos. O atacante argentino Di Santo perdeu uma chance incrível aos 14, quando arrematou sem direção.

Na sequência, o Palmeiras passou a caprichar um pouco mais no setor ofensivo. Aos 25, Willian até mandou para o fundo das redes, mas estava em posição irregular e o árbitro anotou o impedimento. O Atlético, por sua vez, não esmoreceu e criou diversas chances, com Di Santo e Otero. Os visitantes foram premiados no finalzinho da etapa inicial. Aos 47, Nathan dominou e chutou, de longe, para abrir o placar.

O Palmeiras voltou para o campo disposto a empatar. Porém, ainda faltava mais organização e calma. O Atlético-MG catimbava e seguia a aposta na velocidade dos contragolpes. O time visitante até teve chance para ampliar, com cruzamento de Fábio Santos. Os donos da casa responderam. Lucas Lima e Borja saíram e deram lugar para Deyverson e Scarpa. Assim, o time ganhou mais eficiência na armação. Aos 27, Deyverson chegou a marcar, mas o árbitro apontou o impedimento e invalidou o gol. Foi então que brilhou a estrela de Dudu. Aos 37, após bela troca de passes com Scarpa, ele finalizou com categoria para igualar.

Desempenho do Palmeiras

Com o apoio da torcida, o time da casa partiu para o ataque desde o início do confronto. No entanto, parecia faltar um pouco mais de entrosamento entre alguns jogadores, como era o caso de Lucas Lima. O Palmeiras dependia muito de lançamentos longos e estava exposto aos contragolpes do adversário. Tal performance fez o time sair de campo vaiado no primeiro tempo. Na etapa final, a equipe até teve mais disposição e Sidnei Lobo fez algumas alterações. Porém, o Alviverde ainda dava muito espaço para o rival e não mostrava objetividade no ataque. Restou para Dudu mostrar serviço e ajudar o time a buscar o resultado.

Desempenho do Atlético-MG

A equipe mineira não se intimidou com a pressão do público ou com o forte elenco alviverde. Apesar de esperar mais o Palmeiras, o Atlético-MG não abdicou do ataque e criou boas oportunidades ao longo do confronto. Otero, que era o responsável pelas bolas paradas, ajudou a cadenciar o ritmo quando considerava necessário.

Quem foi bem

Dudu chamou a responsabilidade. O atacante criou as melhores jogadas e, de quebra, fez o seu.

Quem foi mal

Lucas Lima era a esperança do Palmeiras para armar as jogadas. Sem ritmo, pouco ajudou os colegas e não deu sequência às jogadas.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS x ATLÉTICO-MG

Data: 6 de outubro de 2019, domingo
Competição: Campeonato Brasileiro (23ª rodada)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Henrique Neu Ribeiro e Alex dos Santos (ambos de SC)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Gustavo Gómez, Dudu, Deyverson (Palmeiras); Luan, Di Santo e Cleiton (Atlético-MG)
Gols: Nathan aos 47 minutos do 1º tempo; Dudu aos 37 do 2º
Público e renda: 32.659 pessoas e R$ 2.052.902,35

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Raphael Veiga), Bruno Henrique e Lucas Lima (Deyverson); Willian, Dudu e Borja (Scarpa). Técnico: Sidnei Lobo

ATLÉTICO-MG: Cleiton; Guga, Maidana, Léo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Nathan (José Welison), Elias, Otero e Luan (Maicon Bolt); Di Santo (Ricardo Oliveira). Técnico: Rodrigo Santana