Topo

Brasileirão - 2019


Brasileirão 2019 tem aumento do abismo entre times dos extremos da tabela

Lance de CSA x Flamengo: abismo entre os líderes e os times da parte de baixo da tabela aumentou - ALEX FARIAS/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Lance de CSA x Flamengo: abismo entre os líderes e os times da parte de baixo da tabela aumentou Imagem: ALEX FARIAS/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

05/10/2019 04h00

De um lado, Flamengo e Palmeiras se destacam por campanhas consistentes no Brasileirão. Do outro, times que lutam contra o rebaixamento buscam a reabilitação imediata.

Os extremos da tabela do Campeonato Brasileiro trazem à tona a disparidade entre as equipes: em cinco anos, nunca os líderes somaram tantos pontos até a 22ª rodada - em contrapartida, a pontuação dos clubes da parte de baixo é a mais baixa desde 2014.

O Flamengo soma 49 pontos, contra 46 do Palmeiras. Nas últimas edições, houve casos de equipes com mais pontos na mesma rodada do Brasileirão, mas o segundo colocado estava mais distante.

Em 2014 e 2015, Cruzeiro e Corinthians, respectivamente, tinham 49 pontos. Os vice-líderes, São Paulo e Atlético-MG, haviam conquistado 42 pontos. Há dois anos, o Corinthians, com 50 pontos, era perseguido pelo Grêmio, 43 pontos.

A soma da pontuação dos seis primeiros colocados mostra bem como os líderes estão abrindo vantagem com mais facilidade. Hoje, Flamengo, Palmeiras, Santos, Corinthians, Inter e Bahia somam 251 pontos. Os seis primeiros, nos últimos anos, tinham juntos a seguinte pontuação: 2018 (245), 2017 (233), 2016 (231), 2015 (237) e 2014 (237).

A atual edição do Brasileirão, em contrapartida, tem sido cruel com as equipes de baixo. O primeiro time fora da zona de rebaixamento é o Fluminense, que soma 22 pontos ao fim da 22ª rodada.

Em 2014, o Bahia, 16º colocado, tinha 23 pontos, mas acompanhado de perto por Botafogo, Criciúma e Palmeiras - cada time somava 22 pontos. Hoje, o Fluminense tem certa vantagem para Cruzeiro (19 pontos), CSA (19), Avaí (16) e Chapecoense (15).

Entre 2015 e 2018, as primeiras equipes que figuravam fora da zona do descenso eram: Goiás (25 pontos, em 2015), Coritiba (26 pontos, em 2016), Vitória (25 pontos, em 2017) e Botafogo (25 pontos, em 2018).

A pontuação somada dos últimos quatro colocados deixa mais claro como a dificuldade aumentou. Cruzeiro, CSA, Avaí e Chapecoense somam 69 pontos. Em 2018, o quarteto da zona de rebaixamento tinha 82 pontos, contra 91 em 2017, 80 em 2016, 79 em 2015 e 87 em 2014.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado na reportagem, o últimos quatro colocados somavam 79 pontos ao fim da 22ª rodada da edição de 2015. O erro foi corrigido.
Diferentemente do que foi informado na reportagem, o primeiro time fora da zona de rebaixamento é o Fluminense e, não, o Cruzeiro. O erro foi corrigido.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.