Topo

Palmeiras comemora 20 dias com Mano 100%, mas valoriza histórico de Felipão

Mano Menezes orienta o Palmeiras em partida contra o Cruzeiro - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Mano Menezes orienta o Palmeiras em partida contra o Cruzeiro Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

24/09/2019 04h00

Resumo da notícia

  • O Palmeiras completou 20 dias sob o comando de Mano Menezes e está 100%
  • Ambiente foi a principal mudança após a saída de Luiz Felipe Scolari
  • Time voltou a ter defesa segura e só tomou um gol nos últimos quatro jogos
  • Palmeiras também está mais aberto para a imprensa e para seus torcedores

Mano Menezes completou 20 dias como treinador do Palmeiras e conseguiu superar a forte resistência que existia em parte da torcida quando foi anunciado como novo comandante do time. Todos reconhecem que a principal mudança entre os dois treinadores é o ambiente proporcionado pelas vitórias. O Alviverde está há quatro jogos invicto, com sete gols a favor e só um gol contra. Vencer por tantas partidas seguidas no Brasileirão é algo que não acontecia desde 13 de junho, ou seja, há mais de três meses.

No aspecto tático, Mano tem tentado introduzir seus conceitos e mostrar no que ele discorda de Felipão, especialmente no controle da bola e na ideia de ter menos "verticalidade" como gostam de falar os boleiros. O objetivo é diminuir o número de cruzamentos, rebatidas e lançamentos e aumentar o número de passes, sem deixar de lado a ofensividade. O tempo de trabalho, no entanto, ainda não é o suficiente para dizer que tudo o que há de bom no momento se deve ao novo treinador.

Para termos de comparação, o Alviverde trocou 456 passes certos contra o Goiás, 390 contra o Fluminense e 429 contra o Cruzeiro, todos sob a "nova administração". Antes, a melhor partida neste quesito havia sido contra o Avaí, com 393 passes certos.

Felipão ainda é lembrado por todos por seus conceitos na hora de defender, que ainda são usados até aqui. Mano Menezes concorda com parte da estrutura montada, mas tem mostrado ideias diferentes na hora de tentar mudar o que ocorre durante o jogo.

Nos quatro jogos, Mano fez 12 substituições. Apenas um escolhido para sair do banco de reservas foi volante: Thiago Santos, que entrou no lugar de Bruno Henrique no 3 a 0 contra o Fluminense, perto dos 25 minutos do 2º tempo.

Por fim, com a saída de Felipão, o clube tem se tornado mais aberto à imprensa e também aos torcedores. Há mais janelas com treinos abertos para os jornalistas e a aproximação com o torcedor se intensificou como no treino feito no Ceará antes da última partida. É importante destacar, no entanto, que a caça à imprensa não era obra apenas do treinador: parte da direção concordava com as atitudes.

O Palmeiras agora encara o CSA, com a volta de Dudu, que estava suspenso na vitória por 1 a 0 contra o Fortaleza. A partida será na quinta-feira, às 19h15, no Pacaembu. A três pontos do Flamengo, o Alviverde mantém a perseguição à liderança do Brasileirão.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que informado anteriormente, o Palmeiras joga contra o CSA na quinta-feira, 26 de setembro, e não na quarta-feira (25). O erro foi corrigido.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.