Topo

Futebol


Palmeiras vence o Fortaleza em jogo feio e continua "colado" no Flamengo

Do UOL, em São Paulo (SP)

22/09/2019 17h56

O Palmeiras venceu o Fortaleza por 1 a 0 hoje (22), no Castelão, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, e continua "colado" no Flamengo, líder da competição. O time paulista subiu para 42 pontos, três a menos que a equipe carioca. Vale ressaltar que o Fla ainda possui duas vitórias a mais que o Verdão no campeonato (14 contra 12).

Apesar da vitória, o Palmeiras não fez uma partida brilhante. Aliás, o Fortaleza também não. O jogo foi bastante sonolento e, inclusive, a primeira etapa terminou sem nenhuma chance de gol para ambos os lados. O gol saiu no início do segundo tempo, quando Willian aproveitou escanteio batido por Scarpa e chutou de perna esquerda. A bola desviou no atacante André Luis, do time rival, e entrou no canto esquerdo do goleiro.

O Palmeiras volta a campo na próxima quinta-feira, quando enfrenta o CSA, às 19h15 (de Brasília), no Pacaembu, pela 21ª rodada do Brasileiro. O Fortaleza, por sua vez, joga no mesmo dia, na Arena da Baixada, onde encara o Athletico-PR, às 21h30 (de Brasília).

O melhor: William, pelo oportunismo

Em um jogo de baixa qualidade técnica, Willian ficou com o status de melhor em campo por conta do oportunismo. O atacante aproveitou escanteio batido por Scarpa e chutou de perna esquerda para abrir o placar no início do segundo tempo. A bola ainda desviou em André Luis antes de entrar.

O pior: Edinho erra bastante no meio

Edinho, um dos responsáveis pela armação de jogadas do Fortaleza, foi equivocado na maioria de suas decisões. O meia errou muitos passes e carregou demais a bola quando era para tocar para os companheiros. Quase não fez nada de bom em campo.

Palmeiras atua no 4-2-3-1 e abusa da "bola longa"

O Palmeiras entrou em campo no esquema 4-2-3-1, com o meio-campo formado por Felipe Melo e Bruno Henrique de volantes, Scarpa centralizado como principal armador, além de Zé Rafael pela direita e Willian pela esquerda, abertos. Luiz Adriano como centroavante. Aliás, Scarpa e os laterais abusaram dos lançamentos, principalmente, para o centroavante dentro da área. Todos eles sem sucesso. No segundo tempo, Mano Menezes colocou Lucas Lima no lugar de Zé Rafael para tentar dar mais dinâmica ao meio-campo palmeirense.

Fortaleza com esquema tradicional e "meias fominhas"

O Fortaleza, de Zé Ricardo, atuou no esquema 4-4-2, conhecido como "quadrado" no meio-campo. Felipe e Gabriel Dias de volantes, Edinho e Romarinho na armação das jogadas, e Osvaldo e André Luis no ataque. O time cearense abusou dos passes errados. Os seus dois meias, aliás, pecaram demais por carregarem muito a bola e, consequentemente, não serviram a dupla de ataque.

Primeiro tempo sonolento

O primeiro tempo entre Fortaleza e Palmeiras foi de dar sono. Nos três minutos finais saíram as tentativas do primeiro chute a gol. Romarinho pelo time cearense arriscou, truncado, e a bola saiu. Scarpa, de falta, tentou pelo Palmeiras, mas chutou fraco. Antes disso, a etapa inicial se resumiu a faltas, erros de passes e falta de técnica dos dois lados.

Substituição de goleiro

Aos 34 minutos de jogos, o Fortaleza precisou substituir o seu goleiro. Felipe Alves, uma das poucas atrações até então no jogo, por conta da bola qualidade com a bola nos pés, sofreu lesão muscular e saiu para a entrada de Marcelo Boeck, ídolo da torcida. Boeck, aliás, teve o nome bastante gritado pelos torcedores nas arquibancadas e recebeu a faixa de capitão assim que entrou.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 0 X 1 PALMEIRAS

Data: 22 de setembro de 2019, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (Fifa-RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Gol: Willian aos dois minutos do segundo tempo (Palmeiras)

Cartões amarelos: Marcos Rocha (Palmeiras); Felipe Alves, Felipe, André Luiz, Carlinhos (Fortaleza)

FORTALEZA: Felipe Alves (Marcelo Boeck); Tinga, Quintero, Jackson e Carlinhos; Gabriel Dias (Juninho) e Felipe; Osvaldo, Edinho (Kieza) e Romarinho; André Luiz.
Técnico: Zé Ricardo

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Gustavo Scarpa; Willian (Carlos Eduardo), Luiz Adriano (Deyverson) e Zé Rafael (Lucas Lima).
Técnico: Mano Menezes

Errata: o texto foi atualizado
O centroavante do Palmeiras tem o nome de Luiz Adriano e não Zé Adriano como escrito inicialmente no relato do jogo. A informação foi corrigida.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.

Mais Futebol